Após disputa com Centauro, Magazine Luiza compra Netshoes por US$ 115 milhões

magazine luiza
Divulgação

Proposta de US$ 3,70 por ação, totalizando cerca de US$ 115 milhões, foi aprovada por 90,32% dos acionistas da Netshoes

Acabou nesta sexta-feira (14) o imbróglio pela compra da Netshoes protagonizado por Magazine Luiza – a vencedora – e Centauro. A proposta de US$ 3,70 por ação, totalizando cerca de US$ 115 milhões, foi aprovada por 90,32% dos acionistas da Netshoes em Assembleia Geral Extraordinária e a operação deve ser concluída até 19 de junho.

O valor é 85% maior do que o oferecido inicialmente pelo Magazine Luiza, o primeiro a demonstrar interesse pela compra da Netshoes . A proposta feita no final de abril, de US$ 2 por ação, estabelecia o preço final em US$ 62 milhões. A Centauro apareceu na disputa apenas um mês depois, oferecendo US$ 2,80 por ação (ou US$ 87 milhões) .

A briga entre as duas se acirrou após o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) publicar um despacho aprovando o negócio entre Magalu e Netshoes sem restrições. Com prejuízo operacional, caixa negativo e capital de giro deficiente, a Netshoes tinha pressa para concluir a operação, o que contou a favor do Magazine Luiza . Foi aí que a varejista  aumentou sua oferta de US$ 2 para US$ 3 por ação – ou US$ 93 milhões.

Faltava apenas o aval dos acionistas para que o negócio fosse fechado. Dois dias antes da AGE da Netshoes, porém, a Centauro subiu sua oferta para US$ 3,50 por ação (US$ 108,7 milhões), o que provocou o adiamento da assembleia. Já em junho, a Netshoes marcou uma nova data para a AGE, mas informou, em comunicado, que a proposta da Centauro não dava garantias suficientes quanto à situação financeira da empresa.

Nada disposta a desistir, a Centauro aumentou sua oferta na última quarta-feira (12) para US$ 3,80 por ação e ainda listou uma série de medidas de apoio para que a Netshoes pudesse suportar a pressão sobre seu fluxo de caixa operacional até que a operação fosse concluída. Entre as medidas, estavam inclusos um empréstimo de R$ 120 milhões para reforçar o capital de giro da Netshoes e um financiamento adicional com o Banco Votorantim.

Leia também: Nubank anuncia operações na Argentina dois meses após estrear no México

A Centauro ainda tentaria mais uma investida na noite de ontem (13), pouco mais de 12 horas antes da assembleia desta sexta, fazendo uma oferta de US$ 4,10 por ação (US$ 127 milhões). O conselho de administração da Netshoes , porém, considerou que não teria tempo para avaliar a nova proposta e reiterou a recomendação dada anteriormente, para que os acionistas aprovassem o negócio com o Magalu – e foi o que aconteceu.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook