Após três meses de queda, vendas do comércio varejista sobem em agosto, diz IBGE


Vendas no comércio varejista crescem após três meses de quedas; dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira
Fernando Frazão/Agência Brasil

Vendas no comércio varejista crescem após três meses de quedas; dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira

Depois de três meses consecutivos de taxas negativas, as vendas no comércio varejista voltaram a crescer em agosto. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (11).

Leia também: Vendas do comércio caem pelo terceiro mês seguido e já acumulam perdas de 2,3%

O índice, que havia acumulado queda de 1,5% nesses últimos meses (1,2% em maio, 0,2% em junho e 0,1% em julho), marcou crescimento de 1,3% de julho para agosto. Dessa forma, a queda no comércio varejista foi praticamente compensada, revertendo o quadro de baixas.

O aumento das vendas de agosto de 2017 para o mesmo mês em 2018 foi registrado em sete das oito atividades comerciais pesquisadas. O mercado de tecidos, vestuário e calçados foi o que apresentou resultados mais positivos, com 5,6% de crescimento.

Combustíveis e lubrificantes marcaram 3% positivos e artigos de uso pessoal e doméstico, 2,5%, seguido de móveis e eletrodomésticos, com 2%. Logo atrás, itens de farmácia e cosméticos, produtos alimentícios e bebidas, e material para escritório também pontuaram positivamente.

O único setor pesquisado que apresentou taxas negativas no mês foi livros, jornais, revistas e papelaria, que caiu 2,5%. O setor vem registrando quedas nos seus índices desde maio.

Leia também: Comércio e serviços devem gerar 59 mil empregos até o fim de ano, diz CNDL

Ainda segundo os dados da pesquisa do IBGE, as vendas do comércio varejista também cresceram quando comparadas ao mesmo período do ano passado, em agosto de 2017. De lá para cá, o aumento das vendas foi de 4,1% – o melhor resultado para o mês nos últimos quatro anos.

O instituto aponta, ainda, avanço de 2,6% neste ano e crescimento de 3,3% nos últimos 12 meses.

No caso do varejo ampliado  – que inclui as vendas de veículos, motos e materiais de construção – as taxas também surpreenderam positivamente, aumentando 4,2% entre julho e agosto.

Vendas do comércio varejista por estado


Comércio varejista tem alta maior na Paraíba e no Acre; dos 27 estados brasileiros, 24 tiveram ampliação nas vendas
Moisés Silva

Comércio varejista tem alta maior na Paraíba e no Acre; dos 27 estados brasileiros, 24 tiveram ampliação nas vendas

Dos 27 estados da federação, 24 registraram uma ampliação das vendas . Os destaques ficam para a Paraíba, que apresentou crescimento de 7,5%, e para o Acre, com 7,1%. Ontem (10), a Tendências Consultoria divulgou um  estudo sobre a pobreza extrema no Brasil, em que o Acre apresentou o maior crescimento de miséria nos últimos quatro anos.

Ainda segundo o IBGE, os estados de Tocantins (-2,0%) e Piauí (-0,5%) foram os únicos que registraram variações negativas nas vendas do comércio varejista , de 2% e 0,5%, respectivamente. Roraima ficou estável.

Comentários Facebook