Brasil faz história no Mundial e fica em 6º no trampolim sincronizado feminino


Seleção brasileira ficou em 6º no sincronizado feminino do Mundial de Ginástica de Trampolim
Ricardo Bufolin/CBG

Seleção brasileira ficou em 6º no sincronizado feminino do Mundial de Ginástica de Trampolim

O Brasil conseguiu um feito inédito no 33º Campeonato Mundial de Ginástica de Trampolim, que está sendo realizado em São Petersburgo (Rússia). Na competição de trampolim sincronizado, a dupla feminina formada por Camilla Gomes e Alice Gomes ficou em sexto lugar na final disputada nesta sexta-feira.

Leia também:  Seleção Brasileira de ginástica artística assina documento contra assédio

O ouro na ginástica de trampolim sincronizado ficou com o Japão (48.340), seguido do Canadá e do México. O Brasil atingiu a pontuação de 18.050. Foi a primeira vez que o país disputou uma final no mundial da modalidade.

Na quinta-feira quando a dupla se classificou para a final da prova do trampolim sincronizado foi a primeira vez na história que uma equipe brasileira tinha chegado nessa fase da competição. Durante a qualificatória, Camilla Gomes e Alice Gomes ficaram em oitavo lugar.

Além das meninas que disputaram a final, o Brasil contou com outra dupla na classificatória, formada por Ingrid Maior e Lorrane Sampaio, mas elas terminaram em 15º lugar e não passaram para a final.

Leia também:  Em busca do 100º título, Federer surpreende em treino para o ATP Finals

Ontem após a classificação das meninas, a treinadora e coordenadora das seleções de trampolim, Tatiana Figueiredo, falou sobre o feito “Elas são atletas muito competitivas e tem séries livres fortes, tanto no trampolim sincronizado como no trampolim individual. Elas estão confiantes e muito motivadas para as finais e semifinais do individual”, disse Tatiana.

Na categoria trampolim sincronizado masculino, o pódio foi formado pela Bielorússia em primeiro, França em segundo e Austrália em terceiro. O mundial tem quatro modalidades: individual, sincronizado, duplo mini-trampolim e tumbling.

Ao todo, a seleção do Brasil levou dez pessoas para o Mundial na Rússia, além dos seis atletas foram dois treinadores, um fisioterapeuta e o chefe da delegação, Sandro Moraes Dias. O evento começou no último dia 07 de novembro e vai até o dia 10 de novembro.

Leia também:  Equipes feminina e masculina do Brasil levam ouro no Mundial Militar de Judô

No último dia de provas, o Mundial de Ginástica de Trampolim receberá as semifinais e finais do trampolim individual feminino e masculino. Camilla Gomes e Alice Gomes voltam ao ginásio as 8h30 para competirem no individual. Essa também é uma marca inédita para o país.

Comentários Facebook