Comissão especial da Previdência não será instalada nesta semana, diz Marinho


Rogério Marinho%2C secretário especial de Previdência e Trabalho
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Rogério Marinho descartou possibilidade de comissão especial da Previdência acontecer ainda nesta semana


O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, descartou, nesta quarta-feira (24), a possibilidade de que a comissão especial  da reforma da Previdência seja instalada ainda nesta semana. Este é o próximo passo para a tramitação do texto, que foi aprovado na noite desta terça-feira (23) na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ).

Segundo Marinho, o governo precisa, primeiro, divulgar os dados da Previdência que estavam sob sigilo aos deputados que os solicitaram, para então começar a pensar nas definições para que a comissão especial aconteça. “A partir de amanhã teremos uma reunião com os líderes para conversarmos sobre os dados, até porque hoje vence o prazo para entregarmos informações a deputados que solicitaram esclarecimentos. Em seguida, estaremos vendo a questão da definição do relator, do presidente da comissão, do início dos trabalhos”, explicou.

“O presidente [da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia] está verificando se possível que isso [a instalação da comissão especial ]  ocorra na próxima semana ou só na semana subsequente”, afirmou o secretário após uma reunião com Maia e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. 

A possibilidade da instalação da comissão ainda nesta semana havia sido c onfirmada pela pela deputada Joice Hasselmann  após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro . Marinho desmentiu “Não é possível, né? Daqui até que os líderes indiquem os representantes, qual vai ser o número. Isso é uma responsabilidade que o presidente da Câmara tem e deve estar consultando os líderes partidários”, disse.

Líder do MDB contradiz Marinho

Apesar da fala do secretário, ainda não há clareza sobre quando a comissão será de fato instalada. Instantes depois da fala de Marinho, o líder do MDB, Baleia Rossi (SP), disse que é possível criar o colegiado ainda nesta quinta-feira (25).

O parlamentar afirmou que já tem prontas as indicações do seu partido para a comissão especial. “O presidente Rodrigo Maia externou a vontade de instalar a comissão especial da reforma da Previdência já amanhã, quinta-feira. Isso seria importante porque mostra a prioridade desse projeto para o País, mas ainda vai se reunir com os líderes partidários para tomar essa decisão conjunta”, afirmou Rossi.

Informado da declaração de Marinho sobre a impossibilidade de cumprir esse prazo, o deputado reforçou que isso dependia da movimentação dos líderes partidários. “Quem define a instalação ou não é o presidente da Câmara dos Deputados com os líderes partidários. Se os líderes indicarem os membros e tivermos mais da metade dos membros indicados, o presidente pode instalar a comissão, mostrando que a Câmara tem responsabilidade”, explicou.

Leia também:  Governo oferece R$ 40 milhões em emendas a cada voto favorável à Previdência

A expectativa é de que o presidente Rodrigo Maia indique o relator da reforma já nos próximos dias, mesmo que a comissão especial da Previdência demore mais tempo para ser instalada.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook