Downsizing passou longe! Confira o VW Up! com motor VR6 de 200 cv


VW Up
Divulgação

VW Up! com motor VR6 deve ser uma flecha sem pena extremamente insana de guiar

Era uma vez Carroll Shelby. No início dos anos 60, o piloto texano decidiu abandonar as pistas, para nos bastidores, importar os AC Cobra — carros britânicos extremamente leves — e colocar motorzões Ford V8, com o 427 (7 litros) — de 425 cv na versão para as ruas e 485 cv para as pistas — no topo da cadeia. Os tempos mudaram, o downsizing chegou, só que malucos como Carroll não pararam de surgir. Eis que, entre eles, um dono de VW Up! conseguiu colocar — sabe-se lá como — um motor VR6, de seis cilindros, no pequeno cofre.

LEIA MAIS: Voyage Plus mantém aparência original, mas com motor de 300 cv


VW Up
Divulgação

Mesmo que “tunado”, até certo ponto o visual original está preservado

Maximilian Schachermayr, um austríaco apaixonado por subcompactos, motores grandes e aspirados, resolveu unir tudo isso e mais um pouco no seu VW Up! . E todos foram testemunha no último encontro de Volks da Worthersee GTI Meet, com o projeto que já era de conhecimento de alguns do meio. Equipado com a variante de 2,8 litros, o motor rende entre 180 cv e 200 cv, junto a um coletor de escapamento de alto fluxo e filtro de ar esportivo. Talvez a escolha por esse motor, e não o 3.2 VR6 da linha R32, tenha sido puramente o espaço físico no cofre.


vw up
Divulgação

Resultado do “lobo em pele de cordeiro”, no cofre pensado para o motor 1.0 de três cilindros

Entre as modificações estéticas, apesar do visual não tão “sleeper”, preservou a maioria dos componentes originais do hatch. Optou pelos amortecedores a ar e as rodas Gotti g1001 deep-lip com cambagem negativa, bem como se observa o roll cage (santantônio) no interior. Além disso, um insulfilm blackout mantém os curiosos a admirar apenas o exterior. Fica aí uma receita para os apaixonados por carros tunados .

LEIA MAIS: Toyota Prius recebe motor V8 de mais de 1.000 cv no SEMA Show

VW Up! TSi com até 160 cv, aqui no BR


VW Up
Divulgação

Quem tem um Up! TSi e está com água na boca, pode se interessar pelas alternativas disponíveis no mercado

Se você tem um Up! TSi , mas falta cara e coragem (e dinheiro) para instalar um VR6, vale lembrar das preparações que os donos do subcompacto têm feito aqui no Brasil. Mesmo sem alterar o motor 1.0 TSi original, dele é possível extrair resultados expressivos. Com isso, as diversas remapeadoras no mercado costumam dividir os pacotes de performance em “ Stages ”, que junto ao reacerto da central eletrônica de injeção em todos eles, componentes extras são decisivos para agregar desempenho e diferenciar um “ Stage ” do outro.


Downpipe
Divulgação

Downpipe que diferencia a preparação “Stage 2” da primeira, responsável por otimizar a circulação de gases do turbo

Umas extraindo mais, outras menos, as remapeadoras costumam dividir em até dois “ Stages ”, a partir de algo em torno dos R$ 1.500. Dos 105 cv e 16,8 kgfm declarados originalmente, o 1º nível de preparação consiste em — além do remap — instalar um filtro de ar de alto fluxo dentro da caixa original, rendendo uma potência na casa dos 140 cv de motor e dos 22 kgfm.

LEIA MAIS: Aceleramos o raro Fiat Coupé no Autódromo de Interlagos. Assista ao vídeo

Enquanto isso, no “ Stage 2 ”, o sistema de captação de ar original é substituído por um modelo para performance, com maior fluxo (composto por filtro esportivo + intake ), além da instalação de uma saída da caixa quente da turbina mais dimensionada ( downpipe ), mais os abafadores de alto fluxo. Com isso, é possível extrair algo entre 150 cv e 160 cv, para 23 kgfm, dependendo da coragem e competência da preparadora — pois há relatos de que houveram uns  VW Up! com mais de 160 cv (uns até com o turbocompressor do Golf 1.4 TSi) cuspindo biela por aí.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook