Em 48 horas polícias apreendem droga, veículos e cargas roubadas em fazenda de Guiratinga

Após a apreensão de 98 tabletes de cocaína e três armas de fogo na Fazenda São Francisco, em Guiratinga (317 km a Sudoeste de Cuiabá), as polícias Civil e Militar localizaram na mesma propriedade cargas de defensivos roubados, sacas de sal e milho, dois caminhões e várias ferramentas roubadas.

O trabalho começou no sábado (15), quando as equipes apreenderam a droga, em ação integrada das Delegacias da Polícia Civil de Guiratinga, 1ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis (212 km ao Sul), Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) e militares da Força Tática de Rondonópolis, Polícia Militar de Guiratinga, São José do Povo e Tesouro.

A descoberta ocorreu durante investigações do roubo de uma carreta carregada milho. “O investigador Magno Rosa recebeu uma denúncia de carreta roubada e pediu nosso apoio. Achamos estranho ter três carros de apoio. Isso chamou nossa atenção e achamos que era carga roubada. Na estrada encontramos o rastro que nos levou a sede da fazenda”, explicou o tenente PM Vinicius Goés.

As equipes policiais permaneceram mais de 48 horas em diligências ininterruptas, desde a localização da drogas no sábado e à descoberta, no domingo (16), dos demais produtos e veículos escondidos na propriedade.

Roubo de Defensivos

Na Polícia Civil, a Regional de Rondonópolis, auxiliava investigações da Delegacia de Pedra Preta (238 km ao Sul) referente ao roubo de defensivos agrícolas em cinco fazendas no Distrito de Garça Branca, região de Pedra Preta, nos meses de abril e junho de 2017.

O investigador de Rondonópolis, Claudionor Messias Rodrigues, informou que havia denúncia de que os defensivos estariam enterrados na região de Guiratinga, mas sem precisão do local. Com a descoberta da propriedade, onde inicialmente acharam a droga, os policiais retornaram à propriedade para uma nova varredura.

A grande quantidade de defensivos, em galões, foi encontrada enterrada a cerca de cinco quilômetros da sede da fazenda, em meio ao mato. Os policiais usaram uma máquina pá-carregadeira para limpar o mato e desenterrar os agrotóxicos, que pertencem a uma fazenda roubada em Pedra Preta, assim como um caminhão caçamba azul, encontrado sem a carroceria e as ferramentas da oficina da propriedade.

Carreta roubada

Uma carreta Iveco branca, encontrada em meio ao mato ainda no sábado, foi confirmada se produto de roubo ocorrido dias atrás, na região Sul de Mato Grosso, quando o motorista permaneceu em cativeiro pelos bandidos. O veículo estava carregado com a carga de milho.

Os sacos de sal, cerca de 50 mil quilos, também são produtos de roubo, porém, a vítima ainda está sendo levantada pelas Polícias.

Droga

O trabalho que resultou na apreensão de 98 tabletes de pasta base de cocaína e três armas longas ? um Gauge 12 semiautomático de origem turca, uma espingarda calibre 22 e uma calibre 36 ? na Fazenda São Francisco, em Guiratinga (317 km a Sudeste de Cuiabá), começou com uma denúncia de suspeita de roubo de carga.

A droga foi encontrada na sede da fazenda, em um quarto, dentro de um saco,  escondido embaixo da uma escada de madeira, que dá acesso a outros cômodos onde estavam as armas. Também em outros pontos da casa, os policiais localizaram  diversos petrechos usados para recarga de cartuchos e munições de calibres.

Por volta das 7h30 de sábado (15.07), o investigador de Guiratinga, Magno Rosa Martins, recebeu uma ligação cuja informação era de que uma carreta havia saído da MT-270, que liga Rondonópolis a Guiratinga. O veículo teria entrado numa estrada de chão andando em zigue-zague e escoltado por um Voyage esverdeado, uma Frontier prata e um Golf prata.

Ele pediu apoio da Polícia Militar (PM-MT) e, juntos, foram ao local e chegaram até a estrada que leva a Fazenda São Francisco. Próximo à entrada, viram o rastro de algo que havia sido arrastado para dentro da propriedade. Eles avistaram a carreta, que estava carregada com milho, a Frontier e o Voyage.

“A mulher do gerente da fazenda disse que tinha comprado a carga de milho, que os veículos chegaram ontem na propriedade. Fizemos uma busca na região e achamos o Golf e o cavalinho da carreta em meio ao matagal. O filho do proprietário da fazenda primeiro se apresentou como amigo e depois como filho do dono da fazenda. Com base nesses desencontros de informações, fizemos uma busca na casa do gerente e em um dos cômodos encontramos a droga e as armas”, explicou o investigador.

Foram presos: o gerente da fazenda, Luis Osvaldo da Rocha, 47, Rodrigo Serra Araldi (filho do dono da fazenda), 27, e sua esposa, Camila Pereira Correia, 28. Uma adolescente de 17 anos também foi conduzida, filha do gerente.

Levados para 1ª Delegacia de Polícia, em Rondonópolis, os maiores de idade foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, posse irregular de arma de fogo de uso restrito e permitido, receptação, posse irregular de munições e corrupção de menor.

Outros quatro homens permanecem foragidos, sendo dois identificados.  A propriedade usada para esconderijo de produtos de roubos e furtos também está sendo averiguada para relacioná-la a outros crimes praticados na região.

Comentários Facebook