Ex-jogador Roni é preso em Brasília durante o jogo Botafogo x Palmeiras


Ex-jogador Roni%2C que passou por vários clubes no Brasil
Reprodução

Ex-jogador Roni, que passou por vários clubes no Brasil

O ex-jogador Roni, que foi atacante de clubes como Fluminense, Flamengo, Cruzeiro, Santos e Atlético-MG, que está com 42 anos, acabou sendo preso pela polícia do Distrito Federal durante o jogo entre Botafogo e Palmeiras, neste sábado, no Mané Garricha.

Roniéliton Pereira Santos, o nome real de Roni , é um dos alvos de uma operação deflagrada pela Polícia Civil do DF na tarde deste sábado.

Ele é o principal operador das partidas de futebol dos clubes cariocas fora do estado do Rio de Janeiro e, na operação, também foi detido o presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal, Daniel Vasconcelos.

A ação das autoridades ocorreu durante a partida em Brasília. Foram cumpridos sete mandados de prisão e 19 de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal. A operação é coordenada pela Divisão de Crimes contra a Ordem Tributária (Dicot).


Ex-jogador Roni é levado pela polícia do Distrito Federal
MICHAEL MELO/METRÓPOLES

Ex-jogador Roni é levado pela polícia do Distrito Federal

Depois de se aposentar dos gramados, Roni virou empresário e abriu a empresa “Roni7” para levar jogos para outras praças do país – principalmente dos cariocas. O ex-atacante é suspeito de fraude financeira em partidas realizadas no Mané Garrincha.

Roni estava em um camarote do estádio e a polícia o levou para delegacia com o jogo ainda em andamento. No final, o Palmeiras venceu o Botafoto por 1 a 0.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook