Máquina Tricolor

O Operário leva em sua bagagem uma dose enorme de riqueza ao longo da sua história, quando as conquistas eram rotineiras. Esses momentos foram chegando ao fim com a construção do Estádio Verdão, e, principalmente, a divisão do Estado de Mato Grosso. “Pequeno Davi, Chicote da Fronteira, Máquina Tricolor”, e a “A Alma Alegre de Um Povo” era o chavão criado pelo falecido advogado Silva Freire, torcedor fanático do clube. Daí pra frente o Mixto foi soberano, o Dom Bosco, com menos conquistas, também contribuiu e, hoje, sobre as equipes da capital, o Cuiabá, “o Dourado”, é a bola da vez. Sonhar nada custa, com o torcedor tricolor esperançoso em dias melhores após o licenciamento atual das disputas do Campeonato Estadual.

Comentários Facebook