Participar para mudar

Nedilson Maciel é formado em Administração de Empresa e pós-graduado em Auditoria e Perícia Ambiental, preside a Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado (FESSPMEMT) e pré-candidato a deputado federal por Mato Grosso pelo Partido Verdel

Por Nedilson Maciel

A participação na política é importante para qualquer cidadão que busca por uma sociedade mais igualitária e justa para viver. Temos que considerar a força de uma democracia utilizada como ferramenta de moralidade social. Este contexto considera que se queremos mudanças, temos que participar, pontuando e avaliando a política construtiva e moral ao pais. Não podemos desprestigiar o poder do voto que temos, pois o mesmo garantirá às novas gerações a maior representação; investimentos, para áreas importantes como Saúde, Educação, Segurança, Lazer, Assistencial Social, entre outros.

O desafio é a atitude em se posicionar por um país melhor depende de cada um de nós, pois somos autores que podemos mudar o roteiro de uma história. Mas, não há mudança sem atitude de um cidadão que paga os mesmos juros e impostos como qualquer outro. E se candidatar não é um desejo pessoal e individual, é a vontade de um integrante de uma coletividade à qual pertence; com “sede” de mudança em prol da sociedade.

Em decorrência dessa necessidade de representação legítima, nós nos mobilizamos e nos consolidamos em um grupo no estado, no município e no governo federal para defender um novo pacto federativo que possa fazer chegar mais recursos aos municípios do Brasil que hoje agoniza por investimentos. Nosso desejo é uma representação não política, mas legítima por meio da qual se possa fazer o necessário enfretamento junto ao Congresso Nacional, para que se preserve, todas as condições de uma distribuição de recursos mais técnica e não política, onde os problemas em saúde, educação e segurança seja prioridade entre a União, estados e municípios e bem como a prestação de um serviço público de qualidade à sociedade brasileira.

O país passa pela necessidade do novo. Se você pensar, hoje; o parlamentar tem levado o sistema político como uma profissão, assemelhado à de um plano de cargos e carreira e; perenidade. Assim, o futuro do país não depende apenas da qualidade e atuação dos nossos parlamentares e gestores públicos. Este futuro depende, fundamentalmente; da participação política de cada um de nós ao “caminhar para mudar”.

Caminhar nesta participação política não significa apenas o engajamento partidário.  Simpatizantes também podem ajudar no processo e construção de uma nova consciência política a partir da sua base, incentivando pessoas a formar e a fortalecer grupos estaduais, municipais e federais de atuação na política onde se envolva pequeno ou grande, ou seja de todos.

Podem, ainda, contribuir com depoimentos, ideias, estímulo e diálogo sobre importância da participação política para o futuro do país. Participe da construção de um novo país, com justiça social, melhor distribuição de renda e vida digna. Participe efetivamente das discussões, faça parte dos grupos de participação política. Caminhe nessa idéia e abrace esta causa.

 

Comentários Facebook