Vereador Abilio destaca ação policial que prendeu os suspeitos da morte de motorista de Uber

O vereador Abilio Junior (PSC) salientou a importância do trabalho investigativo realizado pela Polícia Judiciária Civil do Estado (PJC), que resultou na prisão de seis suspeitos do latrocínio, que vitimou o motorista de Uber, Anderson Lopes Caldeira, de 29 anos, no mês passado.
Como forma de valorizar o empenho dedicado pelos policiais no processo de investigação e prisão dos criminosos, o parlamentar fez a entrega de moções de aplausos à parte da equipe policial. A entrega foi realizada na Câmara Municipal, durante a sessão ordinária desta quinta-feira (11-04). De acordo com Abilio, na próxima semana todos os demais integrantes deverão receber a moção com a presença de outros motoristas do Uber, na sede da Derf.
Na ocasião foram homenageados sete policiais, todos integrantes da Delegacia de Roubos e Furto de Várzea Grande (Derf-VG). Dentre eles, o investigador e chefe de Operações, Renato Conceição, que disse estar orgulhoso pelo mérito recebido.
“É o nosso papel, a nossa função, enfim, o nosso dever policial. Mas todo reconhecimento prestado, que a gente recebe pelo nosso trabalho é uma forma de valorização, que nos dá ainda mais força para continuar dedicando diariamente no combate à criminalidade”, disse Renato.
Segundo o investigador, foi graças ao empenho de toda a delegacia que foi possível a prisão dos seis envolvidos no latrocínio. “Nós conseguimos, inclusive, retirar das ruas essa quadrilha que, naquele mesmo dia do latrocínio, cometeu outros quatro roubos em vários bairros na cidade de Várzea Grande”, salientou Renato.
Outra questão destacada pelo policial foi de que todas as armas utilizadas no latrocínio, e que foram apreendidas pela PJC, tinham sido disponibilizadas pelo Comando Vermelho (CV). “Fizemos um trabalho de investigação bem alinhado, que resultou na apreensão de todas as armas usadas no latrocínio, afetando diretamente na ação do CV na cidade”, disse o investigador.
Para Abilio, ações exitosas como essa, que acarretou na prisão de seis criminosos, devem ser reconhecidas pela população. “Não é somente por ser o trabalho desses valorosos policiais. Mas, sim, por arriscarem suas próprias vidas, muitas vezes sem as condições ideais de trabalho, pela vida de pessoas que eles nem se quer conhecem. Um compromisso social que deve, sim, ter o reconhecimento da população”, disse o vereador, ao justificar a entrega das moções.

Dana Campos | Assessoria Vereador Abílio Junior

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook