Vereador Dr. Xavier estende mais cobranças à Semob

O vereador Dr. Xavier afirmou hoje (10) que o ritmo de crescimento de Cuiabá já exige melhor distribuição e expansão de pontos de ônibus, que, na sua opinião, devem ser dotados de abrigos confortáveis e compatíveis à dignidade do cidadão, a exemplo do terminal da Praça Alencastro, climatizado e com espaço generoso”. Ao elogiar algumas ações da gestão Emanuel Pinheiro no setor de Mobilidade Urbana, ele apontou deficiências que precisam ser sanadas urgentemente na Região Oeste e em outros polos da capital, incluindo os distritais.
“É lamentável que nossos munícipes ainda tenham que sofrer legítima tortura nesses pretensos abrigos, sempre expostos ao calor, sol, chuva, frio, enquanto aguardam – por bom tempo – os coletivos. Isso ocorre principalmente no setor periférico, região do Grande Pedra 90 e Grande CPA. O fato é que Cuiabá se tornou uma cidade progressista, mudou radicalmente aquele estilo de aceitação passiva a improvisos. Temos que pensar agora de forma futurista, o que implica em melhor comodidade estrutural também aos usuários do transporte público. Sedimentar o conforto desse segmento é exigência natural para uma metrópole em formação”.
O parlamentar sugeriu ainda que mais pontos de ônibus sejam instalados no entorno da Arena Pantanal, considerando-se o grande fluxo de pedestres que utilizam o sistema de transporte coletivo naquela área. “Principalmente nos finais de semana, quando o espaço anexo à Arena é ocupado por verdadeira multidão para prática de ciclismo, caminhada, ou simplesmente para curtir momentos de lazer com seus familiares”.
“A SECRETARIA DE MOBILIDADE URBANA PODE ENTRAR PARA A HISTÓRIA CUIABANA DE DUAS FORMAS: POR UMA ATUAÇÃO DINÂMICA OU POR CLARA OMISSÃO ÀS REIVINDICAÇÕES DOS MUNÍCIPES ACOLHIDAS NESTA CASA DE LEIS”
Aproveitando a presença do secretário Antenor Figueiredo (Secretaria de Mobilidade Urbana) no Legislativo, na sessão plenária de ontem (9), Dr. Xavier afirmou que a Pasta tem importante missão pela frente: neutralizar repetitivas demandas do setor. Uma das providências urgentes, a cargo do órgão, envolve a instalação de mais redutores de velocidade e faixas de sinalização em lugares estratégicos da capital.
“O secretário Antenor explicou ser imperioso acatar as determinações do Conselho Nacional de Trânsito quando da implementação de qualquer obra similar. Ou seja: não pode infringir as normativas legais do órgão, sob pena de ser indiciado. Mas temos certeza de que os pontos assinalados como emergenciais para receber redutores não terão restrições. É uma necessidade: crianças e idosos têm perecido em vários bairros da periferia, por conta disso”.
Uma outra questão apontada pelo vereador se relaciona à quantidade de redutores (populares quebra-molas) clandestinos e sem qualquer sinalização. “É um dos agravantes da área de trânsito e à parte das responsabilidades da Semob: ao invés de prevenir acidentes, pode causá-los. Já tivemos, inclusive, registros de perda de controle de veículos e queda de motociclistas que não “viram” a lombada no asfalto. O mais agravante: acidentes do tipo podem resultar em vítimas fatais. Consequentemente, todos os investimentos voltados à preservação da vida humana são plenamente justificáveis. Não há preço para isso”.
João Carlos de Queiroz/Secretaria de Comunicação Social – CMC

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook