Volta de Neymar ao Barcelona é aprovada por diretoria, elenco e torcida do clube


Com a volta de Neymar ao Barça, poderíamos ver novamente o trio MSN em campo
David Ramos/Getty Images

Com a volta de Neymar ao Barça, poderíamos ver novamente o trio MSN em campo

A volta do atacante Neymar ao Barcelona voltou a ser assunto no noticiário espanhol nesta quinta-feira (18). Segundo o “Mundo Deportivo”, o brasileiro tem a aprovação do elenco e dos torcedores do clube.

Leia também: Técnico da França diz que lesão no pé atrapalhou desempenho de Neymar na Copa

Foi o jornal catalão que noticiou o desejo do atacante Neymar de retornar ao Barça e também que a diretoria do atual campeão espanhol aprovaria a recontratação do craque.


Desde a publicação, a aprovação da volta do atacante Neymar já subiu para 67%
Reprodução / Mundo Deportivo

Desde a publicação, a aprovação da volta do atacante Neymar já subiu para 67%

De acordo com a publicação, o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, consultou o vestiário e ouviu que o brasileiro seria recebido de braços abertos pelo elenco. A boa relação do atacante do PSG com seus ex-companheiros e sua inegável qualidade técnica seriam os motivos do aval de sua volta.

Em enquete realizada no site do jornal espanhol, dos mais de 27 mil votos dos torcedores, 67% se mostraram a favor da volta de Neymar ao Barcelona.

Leia também: Sem brilhar com luz própria, Neymar sai da sombra de Messi e fica na de Mbappé

Segundo os catalães, o brasileiro se arrependeu de ter ido para o PSG, pois esperava um protagonismo maior no clube, que foi freado com a incrível ascensão do francês Mbappé, além da falta de competitividade do Campeonato Francês.

Outra razão seria a vontade de voltar a jogar ao lado de Lionel Messi e seu apreço pelo clima quente e o mar da cidade de Barcelona. As constantes visitas ao CT do Barça e a seus ex-companheiros evidenciam o desejo do jogador.

Leia também: Campeão do mundo com a França critica Neymar: “Tem ridicularizado o mundo”

Vale lembrar que o  atacante Neymar  tem contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2022 e está avaliado, segundo o site “Transfermarkt”, em 180 milhões de euros (cerca de R$ 881 milhões). Ele custou 222 milhões de euros ao clube francês.

Comentários Facebook