Yellow lança compartilhamento de bicicletas elétricas no Brasil


As bicicletas elétricas da Yellow estarão disponíveis das 8h às 21h, diferente das convencionais, que não têm limitação
Divulgação/Yellow

As bicicletas elétricas da Yellow estarão disponíveis das 8h às 21h, diferente das convencionais, que não têm limitação

A Yellow lançou, nesta segunda-feira (11), o serviço de compartilhamento de bicicletas elétricas no Brasil. A fim de avaliar a aceitação do público, a empresa escolheu a cidade de São Paulo para iniciar a operação, mas disse não descartar a expansão do negócio para outros centros do País.

Leia também: Yellow e Grin anunciam fusão; Grow compartilhará patinetes e bicicletas

As bicicletas elétricas da Yellow estarão disponíveis das 8h às 21h, diferente das bicicletas convencionais já oferecidas pela empresa, que não têm limitação de horário. Quem quiser experimentar a novidade, terá que pagar R$ 5 pelo desbloqueio da bike e mais R$ 0,40 por minuto que utilizá-la. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito, no aplicativo da Yellow, ou em dinheiro, em bancas de jornal e lojas parceiras.

A companhia é a primeira a oferecer um serviço de compartilhamento de bicicletas sem a necessidade de retirá-las ou deixá-las em alguma estação, como funciona com as bikes do Itaú e do Bradesco, por exemplo. Como acontece com as bikes convencionais e os patinetes, as bicicletas elétricas poderão ser deixadas em qualquer lugar dentro de uma área demarcada no app da Yellow.

Regras para utilização


Conforme definem as regras de trânsito, as bikes elétricas da Yellow podem chegar a 25 km/h
Divulgação/Yellow

Conforme definem as regras de trânsito, as bikes elétricas da Yellow podem chegar a 25 km/h

Conforme definem as regras de trânsito para bicicletas elétricas, as bikes da Yellow podem chegar a 25 km/h e não têm acelerador, já que a energia elétrica apenas ajuda o ciclista nas pedaladas. A lei também obriga que os usuários dessas bikes usem capacete .

As bicicletas elétricas ainda precisam ser equipadas com um indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna (dianteira, traseira e lateral), espelhos retrovisores dos dois lados e pneus em mínimas condições de segurança.

Leia também: iFood, Rappi e Uber Eats: conheça as diferenças entre os aplicativos de delivery

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), se a bicicleta elétrica seguir essas regras, pode ser utilizada em ciclovias e ciclofaixas. Caso contrário, em modelos equipados apenas com acelerador, por exemplo, a bike se equipara a um ciclomotor e deve seguir todas as exigências para esse tipo de veículo, como emplacamento e habilitação específica.

Patinetes elétricos


Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a Yellow também oferece o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos
Divulgação/Yellow

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a Yellow também oferece o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a Yellow já oferece o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos . Assim como as bicicletas, os patinetes da Yellow só estão disponíveis das 8h às 21h, e a taxa a ser paga por quem ultrapassa esse período é de R$ 30. Para destravá-los, o custo é de R$ 3; depois disso, são cobrados R$ 0,50 para cada minuto rodado. O usuário pode retirá-lo e devolvê-lo em qualquer lugar.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook