6 dicas para montar e organizar o closet perfeito mesmo se tiver pouco espaço


source

Alto Astral

Mulher organizando roupas no closet

Quem não deseja ter um lugar dedicado às roupas, sapatos e outros acessórios? É por isso que esse cômodo é um dos mais desejados em qualquer casa, no entanto, organizar um closet pequeno não é uma tarefa simples. Mas com algumas dicas fáceis, é possível realizar esse sonho.

Segundo a arquiteta Cristiane Schiavoni, do escritório Cristiane Schiavoni Arquitetura e Interiores, um dos principais motivos para ter um closet são a organização e funcionalidade.

“Quando sugiro um closet em um projeto, penso na setorização, ou seja, organizar todas as roupas em mesmo lugar, e se possível, também incluir sapatos e acessórios. Isso facilita a rotina do morador, que não precisa mais perder tempo procurando as peças “.

Para isso, ela elaborou 6 dicas que irão te ajudar a montar o cantinho ideal para suas coisas.

Como montar e organizar um closet mesmo em um apartamento pequeno

1. Marcenaria planejada

Para tirar o máximo proveito da metragem disponível, o mais indicado é investir em móveis planejados . “Para otimizar todos os cantinhos, sugiro que seja feito sob medida. Hoje em dia é possível compor com a utilização de peças prontas. É essencial que cada pedacinho dessa marcenaria seja pensada e personalizada de acordo com a necessidade dos moradores e a melhor organização do closet”, explica a arquiteta.

2. Closet aberto ou fechado?

Para Cristiane Schiavoni, o closet aberto (sem portas) é o ideal. Dessa maneira, o morador tem acesso visual a tudo aquilo que ele possui. “Mesmo aberto, o closet deve ter uma porta de entrada. Dessa maneira, não deixa de ser um móvel fechado, com a diferença que você ‘entra’ nesse armário e consegue visualizar, como um todo, tudo que existe nele”, ressalta.

3. Ele x Ela

No caso de closet de casal, é importante tomar alguns cuidados antes de planejar os móveis. Isso porque a quantidade de roupas e acessórios é bastante diferente: homens costumam ter mais calças, camisetas e camisas, enquanto as mulheres precisam de espaço para vestidos, saias, sapatos e bolsas. “Na concepção do projeto, estudo as características físicas para poder calcular alturas dos cabides, larguras das gavetas, etc.”, relata Cristiane.

4. Tamanho “P”

Engana-se quem acredita ser preciso ter um espaço grande para realizar o sonho do closet em casa, pois para cada caso é possível projetar soluções específicas e inteligentes em móveis planejados que permitem tirar o melhor proveito da metragem disponível.

“Uma dica relevante para espaços pequenos é considerar que nem todas as roupas ocupam a mesma profundidade de um cabide”, fala a arquiteta. Saindo da profundidade padrão de 60 cm adotada para os armários, podemos trabalhar, em uma ou outra parede, com marcenaria de 30 cm, que é perfeito para armazenar camisetas, por exemplo”, complementa Cristiane.

5. Organização em dia

Um visual bagunçado atrapalha a funcionalidade do closet e, por isso a organização é tão importante. Peças do dia a dia devem ficar sempre visíveis para que o morador tenha acesso a tudo. Para as caixas, a arquiteta recomenda acondicionar objetos menores, como relógios e cintos, e peças com menor utilização ao longo do ano, como roupas de frio mais pesadas ou aquelas destinadas às viagens.

6. Móveis complementares

Closet perfeito não é feito apenas de compartimentos e gavetas . Para quem conta com um espaço maior é possível investir em móveis complementares como uma penteadeira, que pode liberar espaço no quarto com a transposição para o ambiente mais reservado do closet.

A especialista ainda afirma que é fundamental conhecer os gostos e hábitos dos clientes para oferecer, por exemplo, um espaço exclusivo para as bijuterias. “Gaveteiros independentes e com divisórias são muito práticos para guardar as peças e colaborar para sua conservação , conclui Cristiane.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook