A fim de evitar mais mortes de crianças, Pátio exige que governador contratualize UTI’s

O deputado estadual Zé Carlos do Pátio (SD) cobra que o governador Pedro Taques (PSDB) realize, imediatamente, a contratualização para dar funcionamento as cercas de 30 Unidades de Terapia Intensiva (UTI?s) da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, que estão ?paradas? há pouco mais de dois meses.

Zé do Pátio destina cerca de R$ 3 milhões em Emendas Parlamentares para Rondonópolis (Foto: Fablicio Rodrigues/ALMT)

Pátio também destaca que por falta dos respectivos leitos diversas crianças e recém-nascidos já morreram. “São 6 UTI?s neonatal, 6 canguru, 6 semi-intensiva,  8 pediátrica entre outras que poderiam estar ajudando a salvar vidas, mas estão sem funcionamento, se deteriorando. Por falta delas, várias famílias têm que se submeter a uma viagem de mais de 200 quilômetros de distância para trazer seus entes queridos para Cuiabá em busca de um leito. Isso é inadmissível para Rondonópolis, que é a segunda cidade com a maior economia do estado”, cobrou.

Para colocar os leitos em funcionamento, Pátio explica que é necessário que o governo assuma o pagamento diário de R$ 1.500 por leito, até que as UTI?s sejam habilitadas pelo programa do Ministério da Saúde denominado ?Rede Cegonha?. 

Contudo, o deputado diz que tenta, incansavelmente, marcar u ma reunião com Pedro Taques para informá-lo sobre a urgência do caso, mas não  obtém sucesso. “Estou há um mês tentando marcar essa reunião com o governador. Enquanto isso, várias crianças morrem em  por falta de UTI”, argumentou. 

Por fim, o deputado lembrou que a contratualização dos leitos foi um dos acordos feitos com a direção da Santa Casa e o então secretário estadual de Saúde, Eduardo Bermudez, durante uma audiência pública realizada em maio, na Câmara Municipal de Rondonópolis.

Fonte: AL MT
Comentários Facebook