Abílio valoriza gerontologistas com Moção de Aplausos

Para explanar sobre questões relativas ao envelhecimento da população, assunto que considera importante, mas “muito pouco tratado pelo parlamento municipal”, o vereador Abílio Júnior (PSC) convidou a médica Geriatra Andreia Cassaroto, Coordenadora do Setor de Geriatria do Hospital Júlio Muller-UFMT.
A médica, com 20 anos de experiência na área, lembrou aos parlamentares da “importância de um olhar mais atento” para a população idosa, assim considerada pela Lei Federal 10.741/2003, pessoas a partir de 60 anos de idade.
Segundo informou a palestrante, essa parcela da população é a que mais cresce no Brasil, e no mundo, com o adendo de que os octagenários – considerados grandes idosos – são os que mais aumentam.
“O conceito de saúde para o idoso vai muito além de estar doente ou não”, destacou a Coordenadora, daí a necessidade de atentar para suas necessidades e com políticas públicas satisfazer essas carências.
Já a Educadora Física Silvana Lobo – especialista em gerontologia –, em texto lido pela filha Gláucia Lobo, que a representou, acrescentou que a partir do Estatuto do Idoso – elaborado e promulgado a partir da convenção da ONU de 1991, que instituiu o dia 1º de Outubro como o Dia Internacional da Pessoa Idosa, a sociedade recebeu um marco para avaliar a qualidade de vida que oferece aos idosos.
Conforme apontam pesquisas do IBGE, o perfil demográfico do Brasil vem sofrendo uma inversão significativa em sua ‘pirâmide’ etária. Atualmente, demonstrou Lobo, “para cada 100 crianças de 0 a 14 anos, existem 24,7 idosos. Mas o quadro apresenta uma tendência de que em 2050, serão 172,7 idosos para esse grupo de crianças”.
Essa expectativa é que exige uma atitude mais atenta do parlamento. Com o avanço da medicina e de outras áreas correlatas, a tendência é que as pessoas passem a ter uma vida cada vez mais longa, aumentando a responsabilidade das autoridades para com a inserção desses indivíduos na sociedade de forma saudável.
O vereador Abílio explicou que ao trazer esses profissionais para abordar o tema, nasceu a partir de uma visita que ele fez ao Pronto Socorro Municipal, onde se deparou com um quadro em que muitos idosos estavam literalmente esquecidos. “Parecia um local de despejo”, comparou.
Abílio conclamou o médico e vereador Ricardo Saad (PSDB) para que juntos visitem o PS para verificar a situação. Ele ainda observou que “Cuiabá tem 11% da população classificada como idosa”, por isso é preciso tomar conhecimento dos programas em vigor para atendimento dessa importante parcela da sociedade.
Ao final, Abílio entregou Moção de Aplausos a profissionais que dedicam seus esforços para garantir maior qualidade de vida aos idosos, como forma de valorizar a profissão.
Câmara Municipal de Cuiabá – Etevaldo de Almeida
Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook