Agem finaliza rodada de reuniões preparatórias ao plano de desenvolvimento

A Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá (Agem/VRC), finalizou, nesta sexta-feira (26.08), em Várzea Grande, uma série de reuniões com os Poderes e sociedade civil organizada nas cidades que compreendem a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Seis municípios receberam o encontro nos últimos três dias.

Nesta sexta-feira, a população pôde expor os pontos positivos e negativos da Cidade Industrial relacionados à saúde, educação, segurança, lazer, turismo, esporte, acessibilidade, mobilidade urbana, habitação, preservação e conservação ambiental, saneamento urbano e resíduos sólidos. Todos esses temas fazem parte dos três eixos do estudo que será feito pelo Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam).

Já na próxima semana a empresa vai a campo coletar os dados e iniciar a elaboração do plano. Para isso, os conselhos municipais serão procurados para debater temas específicos como saúde, educação e segurança. Além disso, serão ouvidos também associações de moradores, associações e conselhos profissionais, além do Ministério Público e poderes constituídos.

O trabalho vai durar 11 meses, em três etapas: diagnóstico (até outubro), prognóstico (de janeiro a março de 2017), apresentação do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado, em evento público (na última semana de maio de 2017). O plano será elaborado em forma de projeto de lei que será apreciado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A presidente da Agem, Tânia Matos, ressalta que este é o momento de construção da identidade da Região Metropolitana. “Apesar de ter nove anos de criação da agência, ainda nada foi feito. Então, costumamos falar que o nosso plano diretor é a nossa bíblia metropolitana. Ali que estarão definidos os planejamentos, seguindo as funções públicas de interesse comum”, comentou.

Tânia lembrou que a partir da elaboração do plano é que serão desenvolvidas as políticas públicas da região, por isso a importância da participação popular.

A população pode contribuir com ideias e sugestões por meio da internet no site: www.pddivrc.ibam.org.br. A página da Agem/VRC no facebook (fb.com/agemmt) também esclarece dúvidas e recebe sugestões sobre o processo, ou mesmo pelo e-mail: [email protected]

Comentários Facebook