Ana Hikari sobre nova série do Globoplay, preconceito e bissexualidade


source
Ana Hikari fará live com o iG nesta quarta às 17h
Reprodução/Instagram

Ana Hikari fará live com o iG nesta quarta às 17h


Ana ficou conhecida por interpretar Tina, uma das protagonistas de “Malhação – Viva a Diferença”, que está sendo reprisada na Globo. Ainda este ano, a série “As Five”, uma continuação da novela adolescente, ira estrear no Globoplay.  A atriz bateu um papo exclusivo com o iG e falou mais sobre sua carreira e sua vida pessoal.

Sobre “As Five”, série que vai retratar a vida das protagonistas de “Malhação – Viva a Diferença” seis anos depois delas terem se formano no ensino médio, a atriz afirma que sua personagem surgirá bastante mudada. “Dos meus 16 pros meus 24 eu mudei muito! Então acho que com a Tina não iria ser diferente”, afirma Ana. 

“As Five não poderia passar no horário de ‘Malhação'”, disse, adiantando que a série vai ter cenas mais quentes. “Talvez às 23h, no horário de ‘Verdades Secretas'”, se diverte a atriz. Ana também comentou que deseja que cada vez mais tabus sejam quebrados na televisão, como acontece com Tina, uma personagem interpretada por uma atriz amarela, mas que não é retratada de forma esteriotipada. 

E essa representatividade é muito importante para tentar vencer o preconceito que pessoas amarelas sofrem. “Eu sofri um episódio de discriminação racial por causa do coronavírus. Viraram para mim no meio de uma festa de pré-carnaval e falaram assim: ‘Sai com esse coronavírus daqui!’ Como se eu fosse um vetor da doença”, relata Ana, que se diz otimista e pensa que a representatividade será cada vez maior, já que o assunto tem sido cada vez mais discutido”.

Recentemente, Ana também falou sobre sua bissexualidade durante uma live que participou. “Todo mundo já sabia disso!”, conta a atriz, dizendo que foi uma revelação apenas para o grande público. “Em relação aos meus pais, eu só não conversava com eles porque, se eu fosse héterossexual, eu nunca sentaria com eles para contar isso. Então eu não me sentia na obrigação de fazer isso e sempre tratei com muita naturalidade”, conta a atriz sobre como sua família encara sua orientação sexual.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook