Anvisa diz que não recebeu documentos para aprovação do autoteste


source
O autoteste já é utilizado em diversos países do mundo
Reprodução/Pixabay

O autoteste já é utilizado em diversos países do mundo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que ainda não recebeu a nota técnica sobre os autotestes para detecção da covid-19 , doença causada pelo coronavírus, que teria sido enviado pelo Ministério da Saúde na quinta-feira (13/1).

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Otávio Cruz, respondeu a informação e afirmou que a pasta vai reenviar a nota técnica, que teria sido encaminhada por e-mail pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Segundo comunicado, “todos os sistemas da Anvisa foram checados e não registraram a chegada do documento. A possibilidade de envio por e-mail também está sendo verificada e até o momento não foi encontrada mensagem do Ministério da Saúde com o referido anexo.”

“A agência está pronta para analisar a proposta do Ministério da Saúde , mas para isso precisa tomar ciência do conteúdo de forma oficial, pelos meios corretos de troca de informações.”

Leia Também

O Ministério da Saúde afirmou na noite de quinta-feira, em comunicado, que enviou à Anvisa o pedido e a documentação necessária para a liberação da venda dos autotestes.

Nesta sexta-feira, Rodrigo Otávio Cruz, informou que: “Falei hoje cedo com uma diretora da Anvisa. A gente mandou um e-mail ontem, às dezenove horas e quarenta e poucos minutos, vamos reencaminhar o e-mail pra eles, para que possam receber”. E adiciona “De toda forma, já encaminhamos o conteúdo da nota, eles têm. É só questão de ajustar essa formalidade, mas o e-mail foi enviado. Se de fato não chegou, nos próximos minutos chegará lá”, finaliza.

Enquanto o Brasil espera pela aprovação, o autoteste já é utilizado em diversos países do mundo. O objetivo de sua liberação para os brasileiros é expandir o diagnóstico da covid-19 para pessoas sintomáticas e assintomáticas para monitoramento da situação e direcionar os esforços na contenção da pandemia no território nacional.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook