Após ordem de prisão de Lula, PT convoca ato em São Bernardo


PT organiza ato após ordem de prisão de Lula
Divulgação

PT organiza ato após ordem de prisão de Lula

O Partido dos Trabalhadores (PT) convocou uma mobilização geral em São Bernardo do Campo, na noite dessa quinta-feira (5), após o juiz Sergio Moro determinar a prisão de Lula.

Pelo Twitter, o PT
informou que haverá um ato com a presença do ex-presidente no Sindicato dos Metálurgicos no ABC.

O petista, que esteve no instituto Lula durante o dia todo, deixou o local, às 18h30, ao lado do advogado, em seu carro, sem falar com a imprensa e seguiu para a cidade do grande ABC

O carro de Lula saiu rapidamente, acompanhado por fotógrafos e alguns curiosos. A ex-presidente Dilma Rousseff esteve com ele o dia todo no instituto.

Leia também: Supremo Tribunal Federal nega habeas corpus para Lula por 6 votos contra 5

Pedido de prisão de Lula

O juiz Sérgio Moro ordenou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e deu prazo até as 17h desta sexta-feira (6) para o petista se entregar. O despacho do juiz da Lava Jato foi proferido às 18h desta quinta-feira (5), menos de 24 horas após o Supremo Tribunal Federal (STF) abrir caminho para a prisão de Lula ao rejeitar o habeas corpus de sua defesa.

Responsável por condenar, na primeira instância, o ex-presidente por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP), Moro concedeu prazo para Lula se entregar voluntariamente apontando a “dignidade do cargo que ocupou. O juiz de Curitiba também proibiu que sejam utilizadas algemas no ex-presidente.


Juiz Sérgio Moro condenou ex-presidente Lula por crimes de corrupção e lavagem no caso tríplex da Lava Jato
Fernando Frazão/Agência Brasil – 20.6.16

Juiz Sérgio Moro condenou ex-presidente Lula por crimes de corrupção e lavagem no caso tríplex da Lava Jato

Leia também: “Justiça que tarda é Justiça falha”, prega Dodge a um dia do julgamento de Lula

“Relativamente ao condenado e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17h do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão. Vedada a utilização de algemas em qualquer hipótese”, determinou o juiz da Lava Jato.

A maioria dos ministros do STF decidiu nesta quarta-feira (4) que o juiz Sérgio Moro poderia ordernar a prisão imediata de Lula tão logo seu processo fosse encerrado no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4).

Comentários Facebook