As vagas conquistadas pelo Brasil para as Olimpíadas de Tóquio via Pan-Americano

Hugo Calderano estará nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 arrow-options
Abelardo Mendes Jr/rededoesporte.gov.br

Hugo Calderano estará nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020

A um ano das Olimpíadas de Tóquio-2020, no Japão, atletas do mundo todo competem, nos mais diversos torneios, em busca de vagas para o maior evento esportivo do planeta. E, com os brasileiros, não é diferente. Na disputa do Pan-Americano de Lima, que assegura algumas vagas para os Jogos Olímpicos, os atletas tupiniquins estão se saindo bem.

Leia mais: Valéria Kumizaki conquista o ouro no caratê

Com uma campanha histórica no Pan , o Brasil garantiu a segunda colocação no quadro de medalhas (atrás apenas dos EUA), bateu o recorde de ouros conquistados e ainda alcançou sua maior marca em termos de medalhas totais (ouro, prata e bronze). O País não ficava na segunda posição em um Pan desde a edição de 1963, disputada em São Paulo.

Em meio a tantos números positivos, vieram também algumas classificações para as Olimpíadas de Tóquio-2020 . Confira abaixo as vagas que já estão asseguradas pelo Brasil via Pan-Americano:

Pentatlo Moderno

Iêda Guimarães ficou em quarto lugar na modalidade e, por ter sido a melhor sul-americana, garantiu vaga para os Jogos Olímpicos do ano que vem. O Pentatlo Moderno é composto pelos seguintes esportes: natação, esgrima, hipismo, corrida e tiro.

Handebol feminino

A seleção nacional confirmou o favoritismo, bateu a Argentina na final por 30 a 21 e carimbou o passaporte para o Japão. Este foi o sexto título seguido do handebol feminino nos Jogos Pan-Americanos.

Tênis masculino

João Menezes superou o chileno Tomás Barrios na final por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 3/6 e 6/4, ficou com o ouro e também estará em Tóquio. Para oficializar sua classificação, ele terá de permanecer entre os 300 melhores do mundo no ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Atualmente, João aparece em 212º lugar.

Tênis de mesa

Hugo Calderano venceu o dominicano Wu Jiaji por 4 a 3 na final, subiu ao lugar mais alto do pódio e, de quebra, assegurou lugar em Tóquio. Calderano está entre os melhores do mundo na modalidade e é bicampeão pan-americano.

Hipismo – Adestramento

O Brasil conquistou a medalha de bronze e também se classificou para Tóquio nessa modalidade. Apenas os medalhistas de ouro e prata garantem as vagas, mas os EUA, que ficaram em segundo lugar, já tinham assegurado classificação. O Brasil, portanto, herdou o posto. A equipe nacional foi formada por João Paulo dos Santos, João Victor Oliva, Leandro da Silva e Pedro Manuel Almeida.

Hipismo – Concurso Completo de Equitação (CCE)

O Brasil levou a medalha de prata na modalidade e se classificou para os Jogos do ano que vem. A equipe nacional foi formada por Rafael Losano, Marcelo Tosi, Carlos Parro e Ruy Fonseca.

Hipismo saltos

Com Eduardo Menezes, Rodrigo Lambre, Marlon Zanotelli e Pedro Veniss, o Brasil ganhou o ouro no hipismo saltos por equipes e também assegurou vaga.

Vela – Classe 49er

Marco Grael e Gabriel Borges levaram o ouro e vão para Tóquio-2020 por terem sido os melhores sul-americanos na disputa da prova no Pan.

Comentários Facebook