Assembleia promove palestra sobre alta performance pessoal e profissional

Palestra “Alta Performance” para os servidores (Foto: Karen Malagoli/ALMT)

A Assembleia Legislativa promoveu na manhã de hoje (5) uma palestra para os servidores da Casa com o tema “Alta Performance Pessoal e Profissional”. Um dos objetivos da palestra é preparar o profissional para novas perspectivas sobre desafios e oportunidades, reforçar as competências de tomada de decisão, maior eficácia interpessoal e aumento da confiança no desempenho das funções no trabalho, elevando os resultados positivos por meio de metodologia, ferramentas e técnicas.

O tema foi debatido com o master coaching Frank Silveira, que faz parte da Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico, que falou sobre bons sentimentos, a celebração, construção de valor pessoal e como usar a frustração para crescer.

“O desenvolvimento profissional está diretamente ligado ao desenvolvimento da pessoa. Essa performance vem através de boas atitudes e bons comportamentos, incluindo saúde adequada e felicidade”, disse Silveira.

A palestra foi direcionada a profissionais da área de recursos humanos (assistentes, analistas, supervisores e gestores) e aqueles que ocupam cargos chaves e/ou estratégicos em outras áreas de atuação (gerentes, empreendedores, estudantes) e que desejam um diferencial competitivo na formação de sua carreira profissional.

“Vivemos em uma era na qual precisamos apresentar uma performance excepcional no trabalho, superarmos obstáculos e dificuldades todos os dias e vencer batalhas contra concorrentes, a economia e nossos problemas pessoais”, afirmou ele durante a palestra.

Um dos fatores mostrados pelo palestrante foi direcionado ao equilíbrio entre os aspectos emocional, físico, profissional e pessoal. “É a base da chave para apresentarmos alta performance em todos eles e, consequentemente, viveremos de forma saudável”, aponta Silveira.

Na avaliação do master coaching, os sintomas da falta de equilíbrio são: impaciência, irritabilidade, negatividade, vulnerabilidade a emoções negativas, mau gerenciamento do tempo, distração e ineficiência.

“Tudo isso, aliado ao cansaço do dia a dia, se transforma em barreiras de performance e falta de foco, gerando falta de tempo para projetos mais longos de melhoria”, revelou ele.
 

Fonte: AL MT
Comentários Facebook