Ato de zelo extremo

Na condição de advogado, possivelmente um dos mais antigos em atividade em Mato Grosso, cumpre-me exercer sem limite, o dever de nortear.

Como professor de estágio supervisionado, há vinte e seis anos na Universidade de Cuiabá, ainda ativo em sala de aula, permita-me, com rastro de respeitabilidade deixado por onde caminhei, tenho a convicção de que mostrar porquê, e com quem estou nessa eleição da OAB/MT, é questão de zelo extremo.

Registre-se, que até mesmo o gênio pode se dispersar no porão da mediocridade, se a constância de caráter não for ingrediente integrante do seu cotidiano.

Assim, decidi mergulhar no mar dessa predileção, remando o nome de uma pessoa, com quem cruzei nos corredores da UNIC durante cinco anos, seis meses dos quais, tornei-me seu professor de estágio supervisionado, III e IV.

Depois, sentamos lado a lado na sala e nas reuniões de professores, pois esta honrou-me, também, como professora naquela instituição.

Há, aproximadamente trinta anos, a OAB/MT, não se privilegia de uma mulher como presidente.

Chegou a hora, preferi uma jovem advogada, madura, cheia de entusiasmo, com propostas concretas, palpáveis e aguçantes para a advocacia mato-grossense, que não se dispersará um instante em proveito do advogado, pois tem como ingrediente integrante no seu cotidiano, a constância de caráter, por isso, a certeza que eu e você seremos dignificados naquela entidade.

Então colega, ex-aluno, ex-aluna, venha comigo, ajude-me a conduzir em segurança essa embarcação, nos mares da eleição de novembro próximo, elegendo para presidente, nossa colega Gisela Cardoso.

Velejando, por inteiro, nas águas envoltas de mansidão, que inundam a mobilidade da futura presidente em prol da OAB/MT, sou-lhe grato, para sempre, por sua atenção sincera.

*Heliodorio Santos Nery é professor e advogado. 

Comentários Facebook