Bolsonaro deixa evento por videoconferência, vai à PGR e se encontra com Aras


source
Bolsonaro e Carlos Vilhena
Marcos Corrêa/PR

Visita aconteceu na manhã desta segunda-feira (25) e durou poucos minutos.

O presidente Jair Bolsonaro deixou a cerimônia de posse de Carlos Vilhena como novo Procurador Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que era transmitida por videoconferência e foi até a sede da Procuradoria-Geral da República ( PGR ) pessoalmente. Cerimônia aconteceu na manhã desta segunda-feira (25).

Leia também: Governo confirma que Moro não assinou exoneração de Valeixo

Ao final da cerimônia, Bolsonaro pediu permissão ao procurador-geral da República, Augusto Aras , para ir até a sede da PGR para cumprimentar Vilhena. Ao chegar no local, o presidente cumprimento o recém-empossado, Aras e outros membros do órgão, além de ter posado para fotos.

 “Se me permite a ousadia, se me convidar eu vou agora aí apertar a mão do nosso novo integrante desse colegiado maravilhoso da Procuradoria-Geral da República”, disse Bolsonaro.

Na cerimônia, Bolsonaro afirmou que “cada dia mais, o nosso Ministério Público (MP) se mostra completamente inteirado com o destino de nossa nação”. O presidente também completou a fala elogiando Vilhena.

 “Um grande homem soma-se nesse momento a essa posição e nós desejamos a ele e a todos os integrantes do MP muito sucesso para o bem do nosso Brasil”.

Leia também: TSE deve julgar duas ações contra mandato de Bolsonaro em junho

Criada em 1993, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão é um órgão com independência funcional e autonomia institucional que funciona dentro da estrutura do Ministério Público Federal (MPF), tendo como objetivo a promoção e a defesa dos direitos fundamentais.

Comentários Facebook