Caixa lança aplicativo ‘levinho’ para clientes de baixa renda

A Caixa Econômica lançou nesta quarta-feira o aplicativo financeiro “Caixa Tem”, voltado a clientes de baixa renda e beneficiários de programas sociais.

cartão bolsa família arrow-options
Divulgação/Caixa Econômica Federal

Beneficiários de programas como o Bolsa Família estão entre o público alvo do novo aplicativo da Caixa

Nele, será possível realizar pagamentos de contas, transferências e consultas sociais relacionadas ao FGTS e ao Bolsa Família, entre outros serviços.

Com plataforma mais simples e baixo consumo do pacote de dados, o app foi desenvolvido para possibilitar a inclusão financeira e ampliar o acesso aos serviços da CAIXA para pessoas que têm celulares mais simples.

Desinstale esses 17 aplicativos do seu celular imediatamente

A versão beta do aplicativo, disponível na versão Beta para 10 mil clientes, no sistema Android , está entre os mais leves do mercado, com download de aproximadamente 2,9 MB. Com isso ele funciona, inclusive, em diversos modelos de smartphones de gerações anteriores. 

Para utilizar o aplicativo, basta que o usuário insira CPF e senha , que é a mesma para realizar transações. O “Caixa Tem” possui interface conversacional, facilitando o manuseio do cliente já acostumado com apps como o WhatsApp.

8 aplicativos para proteger sua privacidade no celular

Ele também permite a transferência de recursos com a leitura de QR Code e oferece interação humanizada, possibilitando a utilização de chatbots, navegação por comando de voz e leitura das conversas em voz alta (text to speech).

Segundo o presidente da aixa, Pedro Guimarães , o novo aplicativo considera o perfil de acesso do público de baixa renda, que geralmente não utiliza todos os produtos oferecidos pelo app tradicional do banco.

Google lança aplicativo que transcreve áudio em tempo real; conheça

“Boa parte desses clientes utiliza serviços específicos da Caixa, como os de consulta e pagamento de benefícios sociais. O ‘Caixa Tem’ foi pensado para facilitar ainda mais o acesso a esses serviços, com operações mais simples e alinhadas às reais necessidades da população mais humilde”, ressaltou no lançamento.

Comentários Facebook