Carol Portaluppi chora e revela agressão de torcedores do Flamengo

carol, filha de renato gaúcho arrow-options
FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Enquanto o pai se prepara para enfrentar o Flamengo por uma vaga na final da Libertadores, Carol relata agressão por flamenguistas

A filha do treinador de futebol Renato Gaúcho, Carol Portaluppi , revelou ter sido agredida por torcedores do Flamengo em uma festa no Rio de Janeiro, madrugada deste domingo (13). Em uma série de Stories no Instagram, a digital influencer chorou ao narrar o relato.

Leia também: Musa do Grêmio promete posar só com bandeira caso o clube supere o Flamengo; veja fotos!

Carol afirmou que as agressões foram físicas e verbais, incluindo empurrões e apertões nos braços. “Hoje pela 1ª vez, depois de muito tempo, eu saí com minhas amigas e fui agredida verbalmente e fisicamente por torcedores do Flamengo”, disse Carol sem generalizar para toda torcida Flamenguista.

A filha de Renato contou ter deixado o local da festa por causa do episódio. Ela não sofreu ferimentos graves.  

Flamengo e Grêmio estão em um embate acirrado na semifinal da Copa Libertadores da América e se enfrentam no dia 23 de outubro para decidir quem chegará a final da competição.

Leia também: Grêmio e Flamengo empatam em 1 a 1 no jogo de ida da semi da Libertadores

“Estou horrorizada com o que homens são capazes de fazer por esporte, que é uma coisa feita para ser legal, do bem, para a gente passar de geração para geração. Eu não tenho palavras, não tenho como explicar o sentimento que tenho dentro de mim neste momento (…) Até que ponto o futebol é um símbolo de amor? Eu jamais iria esperar isso de quem quer que seja, qualquer torcida que seja. Eu sempre falei isso e vou reiterar isso: tem que existir rivalidade do bem, uma rivalidade, de coração, saudável. Não isso que aconteceu hoje. Eu estou em casa, estou bem, mas não vou esquecer os danos que eu sofri e o que eu vivi, o medo que eu vivi, a decepção que eu vivi. Eu não vou esquecer disso”, completou.

Comentários Facebook