Como foi o primeiro trimestre da Ford após fim da produção nacional?


source

Em janeiro de 2021, a Ford fechou suas três fábricas no Brasil e anunciou redução na rede de concessionárias. A medida, vale lembrar, faz parte da estratégia global de abandonar segmentos pouco lucrativos. Antes de encerrar a produção no Brasil, a marca também encerrou o funcionamento de linhas de produção na Alemanha e na França.

Com o fim do mês de março, é possível fazer o balanço do primeiro trimestre da Ford em 2021 . Atualmente, a marca conta com quatro modelos em linha no Brasil: a picape Ranger , os SUVs Territory e Edge ST e o esportivo Mustang . Veja qual foi o resultado, segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores).

Ranger

Após começo difícil, Ford Ranger Black 2022 foi destaque entre as picapes médias em março
Divulgação

Após começo difícil, Ford Ranger Black 2022 foi destaque entre as picapes médias em março

Com o fim de Ka , Ka Sedan e EcoSport , a Ford Ranger se tornou o principal produto da fabricante no Brasil. Em janeiro, ainda durante o anúncio do fechamento das fábricas em Taubaté (SP), Camaçari (BA) e Horizonte (CE), o modelo feito na Argentina emplacou 1.926 unidades.

As vendas caíram em fevereiro, quando a Ranger emplacou 1.307 unidades e continuou atrás de Chevrolet S10 e Toyota Hilux . O resultado voltou a surpreender no mês seguinte, pois em março a picape média emplacou 2.386 unidades, tornando-se a vice-líder e respondendo por 25% do segmento.

A Ranger é oferecida em cinco versões (Storm, XLS, XLT, Limited e Black), com preços entre R$ 165.990 e R$ 215.590. A Ford já prepara a próxima geração, que será produzida na Argentina e tem previsão de estrear no segundo semestre de 2022.

Territory

Importado da China, Ford Territory viu suas vendas caírem no primeiro trimestre de 2021
Divulgação

Importado da China, Ford Territory viu suas vendas caírem no primeiro trimestre de 2021

Após o encerramento da produção do EcoSport , o Territory se tornou o SUV mais barato na linha da Ford . Em janeiro de 2021, o modelo emplacou 168 unidades, número que caiu para 105 unidades em fevereiro, segundo o levantamento mais recente publicado pela Fenabrave.

Você viu?

O mês de março foi ainda pior, com o Territory emplacando apenas 90 unidades. O SUV da Ford está disponível em duas versões, SEL (R$ 179.990) e Titanium (R$ 197.990), sem oferecer perigo aos principais rivais.

Em maio, a Ford terá um novo produto na categoria dos SUVs médios: o Bronco Sport . O modelo chega do México com a importante missão de abocanhar parte da fatia do mercado dominada pelo Jeep Compass.

Edge ST

Ford Edge ST é alternativa esportiva entre os SUVs premium; desempenho não agrada em 2021
Divulgação

Ford Edge ST é alternativa esportiva entre os SUVs premium; desempenho não agrada em 2021

O Ford Edge ST é um SUV de nicho que parte de R$ 351.950. O modelo não consta no levantamento divulgado pela Fenabrave pelo baixíssimo volume de vendas em uma categoria muito impulsionada.

Só é possível apontar que o Edge ST não chega nem a ser um dos 40 SUVs mais vendidos do Brasil, ficando atrás até mesmo do Peugeot 3008 que teve apenas 183 emplacamentos nos três primeiros meses de 2021.

Mustang

Ford Mustang Black Shadow foi bem em janeiro, mas viu suas vendas caírem em fevereiro e março
Cauê Lira/iG Carros

Ford Mustang Black Shadow foi bem em janeiro, mas viu suas vendas caírem em fevereiro e março

A situação também não foi positiva para o Mustang . Segundo os dados da Fenabrave, o muscle car da Ford emplacou 85 unidades em janeiro, obtendo um dos melhores resultados entre os esportivos.

Em fevereiro, o esportivo teve apenas 28 emplacamentos. A situação piorou em março, quando a Fenabrave listou apenas 11 unidades vendidas. O Mustang é oferecido apenas na versão Black Shadow , por R$ 396.900. Ainda em 2021, a marca vai iniciar a importação do modelo de alta performance Mach 1 .

Resultado geral

Apesar do desempenho de Territory , Edge ST e Mustang , o produto mais lucrativo da Ford no Brasil está fortalecido. Além de Bronco e Mach 1 , que prometem ser veículos de sucesso, a marca também iniciará as importações da nova geração da van Transit em 2021, com produção no Uruguai.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook