CPI do Saneamento prossegue com oitivas nesta sexta


.

Na tarde desta sexta-feira (07), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada pela Câmara Municipal de Cuiabá com o propósito de investigar a denúncia de suposto aumento abusivo da taxa de esgoto na Capital, realizou uma nova reunião por videoconferência.

Participou das oitivas o delegado titular da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (DECON), Rogério da Silva Ferreira e o engenheiro sanitário Jhonatan Barbosa, representando a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O advogado Rodrigo Cirineu, representando a Agência de Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (ARSEC) e o assessor técnico da comissão parlamentar Vivaldo Lopes, também acompanharam a transmissão da reunião virtual.

O presidente da CPI, vereador Marcrean Santos (Progressistas), conduziu os trabalhos intermediando as explanações dos convidados e dirimindo eventuais questionamentos dos parlamentares.

De acordo com o delegado da DECON, a Águas Cuiabá e a Energisa são as duas empresas campeãs de reclamação junto ao PROCON. “Entendo que os contratos firmados com essas concessionárias devam ser revisados, com o propósito de identificar os eventuais descumprimentos contratuais. E nesse sentido, corrigir essas distorções por intermédio da assinatura dos termos e ajustamentos necessários”, pontuou Rogério Ferreira.

&nbspO vereador Vinicyus Hugueney (SDD), que também faz parte da CPI, falou da importância do esforço conjunto na busca de resultados positivos para a população cuiabana.

Jean Estevan / Câmara Municipal de Cuiabá

Comentários Facebook