Cresce número de interessados em adquirir veículos blindados no Brasil


source


Aumento da violência no Brasil faz as vendas de blindados atingirem 14.736 unidades de janeiro a setembro
Divulgação

Aumento da violência no Brasil faz as vendas de blindados atingirem 14.736 unidades de janeiro a setembro

Com o aumento da criminalidade e a falta de segurança no Brasil, o número de interessados por carros blindados vem crescendo.

Só para se ter uma noção, o número de veículos blindados no Brasil de janeiro a setembro deste ano já é maior que o total de blindagens realizadas em 2020. São 14.736 carros blindados até o momento neste ano, enquanto, ao todo, no ano passado, 13.837 veículos receberam a proteção, de acordo com a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin).

São Paulo foi o estado que mais blindou veículos de janeiro a setembro deste ano. Foram blindadas 9.082 unidades , o que representa mais de 60% da produção de blindados do período. Rio de Janeiro , com 1.753 veículos blindados ( 11,9% ); e Brasília , com 741 carros (5,04%) , compõem a lista dos três maiores produtores de blindados para uso civil neste período.

Mercado de blindados usados aquecido

Leia Também

Blindagem de veículos no Brasil de janeiro a setembro deste ano já é maior que o total de blindagens realizadas em 2020
www.protecta.net.br

Blindagem de veículos no Brasil de janeiro a setembro deste ano já é maior que o total de blindagens realizadas em 2020

A procura pela proteção blindada não é exclusiva de quem deseja estacionar seu veículo em uma blindadora. Ela também está aquecida no mercado de veículos usados.

De acordo com Marcelo Silva, presidente da Abrablin , o perfil de interessado é tanto de quem não tem recursos disponíveis para adquirir um veículo zero e mandar blindar quanto de pessoas que têm condições, mas não querem esperar um prazo maior para ter o carro e ainda aguardar o serviço de blindagem. “Vale lembrar que a escassez de peças tem atrasado a fabricação e entrega de novos veículos pelas montadoras, aumentando a procura por blindados no mercado de usados”, explica o executivo.

Ainda segundo Silva, é preciso cuidado quanto à documentação e à procedência da blindagem. “Pesquise se a blindadora tem a certificação que a autoriza a fazer o serviço, se ainda existe e atua no mercado e peça um laudo técnico ou uma vistoria para que, de fato, mesmo usado, o veículo proporcione a segurança desejada”, alerta.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook