Curtas & Grossas

**** Meu ex-treinador, falecido professor João Batista Jaudy, ex-craque do passado no futebol mato-grossense, tempos atrás comentou sobra a solução para a evolução do futebol profissional em Mato Grosso. “É só investirem mais nas categorias de base, fazer o craque em casa, e o problema será solucionado”, disse. Para quem não sabe, foi dele a implantação das primeiras escolinhas de iniciação esportiva no Estado, com trabalhos realizados na UFMT. Hoje são conhecidas como “equipes de base”, e por suas mãos, já saíram craques que depois brilharam no futebol brasileiro.

**** Considerada como uma mulher de fibra, a Ednéia do Hotel Itapuã, que fica ao lado do Supermercado Comper da Avenida Alzira Santana, me dizia outro dia, do longo caminho percorrido para chegar até hoje, onde é uma respeitada empresária no ramo hoteleiro em Várzea Grande. Nascida na Bahia, está em Mato Grosso há mais de 40 anos, já morou em Alta Floresta, e tocou garimpo no famoso Castelo dos Sonhos, onde conheceu Marcio Martins, o “Rambo do Garimpo”. “Era uma pessoa maravilhosa, ajudando quem precisasse dele, inclusive me dava passagens para que eu pudesse rever familiares por aqui”, avaliou Ednéia, explicando ainda que “quando ele esteve preso, aqui em Cuiabá, tentei lhe visitar, mas fui impedida. Queria prestar solidariedade para quem foi bom para nós nos tempos de garimpo”.

**** Nada vai adiantar caprichar nos trabalhos da coleta de lixo na cidade, se moradores jogam lixo em vários loteamentos vagos existentes na cidade. Conforme um morador do Residencial Canellas há quase três décadas, tem uma lixeira ao lado do Córrego Traíras, na Av. Goiás, que até restos de comida e animais mortos jogam por lá, atraindo ratazanas, baratas e outros bichos, deixando a população temerosa, com riscos eminentes de doenças. A fedentina é insuportável, tirando até o apetite na alimentação, e nada vai adiantar a Prefeitura fazer sua parte, e, nós, moradores, continuarmos jogando sujeiras no velho “Traíras”.

Comentários Facebook