Delegacia Regional da PJC de Juína sofre com problemas estruturais e de efetivo


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Em visita à Delegacia Regional de Juína (MT) da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC), na última quinta-feira (26), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) que preside a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) se reuniu com o delegado titular, Marco Remuzzi, que representou o delegado regional Carlos Francisco de Moraes que não pôde comparecer no encontro. 

Uma das principais reivindicações apresentadas por Marco foi a necessidade de aumento no efetivo policial para os cargos de delegado, escrivão e investigador, já que a Regional atende, no total, nove municípios da região noroeste de Mato Grosso.  “É importante a visita do deputado Claudinei em nosso município, para acompanhar os nossos trabalhos, as dificuldades que a Polícia Civil apresenta e que pede um investimento do estado na segurança pública para acompanhar as nossas demandas e necessidades”, afirmou Remuzzi.

De acordo com o deputado, Juína é o 12° pólo regional da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Mato Grosso que é visitada pela Comissão de Segurança. Claudinei destaca que a falta de policiais civis nas instituições é uma das demandas apontadas por todas as delegacias regionais já visitadas. 

“Estamos apresentando uma emenda no projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2021 para a realização de concurso público para investigadores e escrivães para tampar essa lacuna nas instituições da PJC de Mato Grosso. Já foram nomeados 30 delegados de polícia este ano, sabemos que ainda 150 aprovados para o cargo de delegado de polícia estão no cadastro de reserva. Continuamos na expectativa destas nomeações, para que haja este reforço nas regionais”, justifica o parlamentar.
    
Cisc – O deputado conheceu também o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc). O espaçoe necessita ser reformado e ampliado para dar melhores condições aos servidores e otimizar p atendimento à população. Segundo o presidente do Conselho Comunitário (Conseg) de Juína, Natalino Lopes dos Santos, já foi elaborado projeto, só que é preciso conseguir viabilizar o recurso financeiro para a execução das obras necessárias. 

Natalino conta que o projeto teria um custo de cerca de R$ 500 mil. “ Nós estamos em uma luta brava para conseguir recursos para melhorar o Cisc. O juiz do trabalho e o promotor já foram lá para ver as instalações que são muito precárias. Queríamos ver a parte do Estado, para ver como pode nos ajudar”. 

Claudinei se colocou à disposição para fazer as devidas articulações, via Comissão de Segurança da ALMT,  junto ao governo estadual, mas pontuou a importância da parceria com o Ministério Público Estadual (MPE) e Poder Judiciário.

“Temos outros caminhos, além de aguardar um retorno do governo estadual. O Conseg faz um importante trabalho para contribuir com as instituições de segurança pública para a liberação de recursos financeiros e, assim, sanar as deficiências existentes que interferem na atuação dos servidores. Diante disso, firmar parcerias com outros órgãos e entidades da sociedade civil organizada é muito importante”, esclarece o deputado.

Para concluir, o delegado Marco destacou que a equipe da regional vem apresentando bons resultados nas estatísticas em relação as ocorrências atendidas. “O pessoal aqui é muito dedicado. A nossa estatística em solucionar casos de tráfico de drogas, furtos e roubos são muito boas. São poucos casos que a gente não consegue dar uma resposta para a sociedade”.

Além de Juína, a Delegacia Regional atende os municípios de Castanheira, Aripuanã, Colniza, Cotriguaçu, Juara, Juruena, Porto dos Gaúchos e Tabaporã. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook