Deputado convida entidades para participar do Natal Solidário 2019

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Realizado pelo sexto ano consecutivo, o projeto Natal Solidário 2019 está aberto para adesão em todo Estado de Mato Grosso. Podem participar empresas, entidades filantrópicas, associações de bairro, igrejas, entre outras instituições. O objetivo é arrecadar alimentos para doar a famílias carentes.

De acordo com o deputado estadual Dr. Gimenez (PV), que se sensibilizou com a causa e está ajudando na divulgação, até o momento, 40 entidades e 95 municípios já se cadastraram. O parlamentar recebeu o convite para ajudar na divulgação por estar à frente da Câmara Setorial do Terceiro Setor. 

“A proposta é para que possamos aumentar o número de participantes, o que vai ampliar a arrecadação de alimentos e com isso beneficiar mais famílias em situação de vulnerabilidade, principalmente aquelas que estão na nossa região oeste”, justificou.

Esse é um projeto do Instituto Cometa, de Cáceres, que este ano tem o apoio da Associação Para Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso (APDM), e por isso está aberto a todos os municípios mato-grossenses. 

Segundo o parlamentar, o ponto mais importante é que o alimento arrecadado será doado na cidade em que a instituição ou empresa está cadastrada, a partir de uma seleção de famílias carentes da própria região. “Estou feliz em poder ajudar, porque fazer o bem é o melhor caminho, venham todos somar”, convida.

Para participar, é necessário procurar a coordenação da Associação dos Municípios pelos telefones: (65) 3644-2723/(65) 99957-0830 e assinar um termo de adesão. Após aderir o projeto, a empresa/instituição recebe os cupons, folders e também um kit para poder fazer a impressão do material gráfico da promoção no município. 

A campanha Natal Solidário consiste em doar 3 kg de alimentos para concorrer a um carro zero km, uma moto zero km, uma geladeira, uma televisão de 40 polegadas e um fogão. Portanto, todos aqueles que contribuírem, no estado inteiro, participarão do sorteio realizado pelo Instituto Cometa.  

Fonte: ALMT
Comentários Facebook