Desafio da rasteira pode causar traumatismo e levar à morte, alerta especialista

source

Uma nova “brincadeira” virou febre entre os adolescentes e vem causando preocupação de especialistas. Chamado de ‘ quebra-crânios ‘, o desafio consiste em duas pessoas darem uma rasteira em uma terceira, causando sua queda.

Leia também: Vídeos de crianças apavoradas com brincadeira viralizam, e psicóloga faz alerta

dois adolescentes dando rasteira em outro arrow-options
Reprodução

O desafio que virou febre entre os adolescentes é extremamente perigoso e deve ser evitado

Entre os tantos vídeos do desafio da rasteira compartilhados nas redes sociais, um foi gravado em Caracas, Venezuela, e viralizou recentemente. As cenas mostram um menino caindo e batendo violentamente a cabeça no chão.   

No Twitter, o Colégio Santo Tomás Aquino, confirma que o incidente aconteceu em sua instituição e diz que os estudantes envolvidos e seus representantes foram chamados. 

“Recentemente, tornou-se viral nas redes sociais, um vídeo de alunos do ensino médio da nossa instituição participando de um jogo que supostamente estaria colocando em risco a saúde e integridade física de um dos jovens. Hoje, as partes envolvidas (os alunos com seus respectivos representantes) foram convocadas à direção da escola para iniciar os procedimentos correspondentes, ajustados às disposições legais pertinentes”, diz o comunicado.

O estado de saúde do jovem não foi informado, mas pessoas próximas confirmam que ele está bem, embora o impacto da batida tenha sido forte.

Leia também: Jogos de desafios preocupam pais e psicólogos: saiba como proteger seu filho

Este não foi o único vídeo que chamou a atenção. Há ainda um que a pessoa é derrubada e fica desacordada e outro em que o adolescente quebra o braço quando cai.

As proporções foram grandes e o desafio chegou ao Brasil, onde até os pais entraram na ” brincadeira ” e estão gravando vídeos dando rasteira nos filhos. Muitas vezes, colocam um colchão para não machucar a criança/adolescente, porém, segundo especialistas, os perigos não deixam de existir.

Alerta aos pais: os riscos são graves

A maioria das crianças entra no desafio sem saber os riscos , querendo apenas se divertir e causar o riso. No entanto, a pediatra Lilian Gonçalves Zaboto afirma que as consequências da “brincadeira” são sérias. “Traumas como esses podem levar a uma hemorragia intracraniana, necessitar de cirurgia de emergência, levar ao coma e até mesmo a morte”, pontua. 

Por isso, é tão importante que os pais estejam atentos e orientem os filhos para evitar desafios como esse. “A prevenção quanto a isso é informar crianças e adolescentes sobre os riscos de lesões graves, pedindo para que eles não participem dessas brincadeiras”, orienta.

Algumas pessoas acreditam que pelo fato de a queda não ser de uma altura grande, os riscos são baixos. Lilian mostra o contrário: “A queda pode levar a uma fratura na coluna, principalmente lombar ou toráxica. Se a força for maior, pode resultar em um trauma de crânio, com consequências mais imprevisíveis, ou, ainda, um trauma na coluna cervical, que seria, evidentemente, pior”.

Leia também: Seus filhos brigam muito? Saiba como resolver conflitos entre irmãos

A pediatra também diz que podem acontecer fraturas no braço ou punho, já que a pessoa tenta usar como apoio para não cair a bater a cabeça.

Lilian ainda acrescenta que as consequências do desafio da rasteira podem demorar para aparecer. “A pessoa pode levantar e ficar bem nas primeiras 24 horas. Após isso, pode romper um pequeno vaso e ficar gotejando, uma hemrragia pequena. Depois vir o desmaio, confusão mental e pode ir ao coma e ao óbito se não tiver uma cirurgia feita rapidamente”, finaliza o alerta.

Fonte: IG Mulher
Comentários Facebook