Emanuel solicita estudo para começar a imunização de idosos com a dose de reforço


Davi Valle

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, solicitou à coordenação da campanha de imunização que faça um estudo sobre a possibilidade de começar a imunização com a dose de reforço nos idosos o quanto antes. De acordo com o Ministério da Saúde, a aplicação da terceira dose deveria começar nesta quarta-feira (15) em todo o país, mas Cuiabá ainda não recebeu as vacinas para esta finalidade.

Para não prejudicar nem os idosos e nem a faixa etária de 18 a 24 anos, que está sendo vacinada no momento, Pinheiro pediu um levantamento sobre o público acima de 85 anos apto a receber a terceira dose. “Eu determinei que se faça o levantamento para começarmos o quanto antes a imunização com a terceira dose para idosos acima de 85 anos, o que vai dar acima de 3 mil pessoas, aí já quero dar início”, comentou o prefeito em entrevista nesta quarta-feira (15).

Ele revelou ainda que esta semana Cuiabá receberá cerca de 16 mil vacinas, mas que não são para dose de reforço. A ideia é dar início à aplicação utilizando parte destas doses, e repô-las assim que chegar. “Eu poderia parar a vacinação de 18 a 24 anos, para aplicar a dose de reforço, mas não vou fazer isso. Vários estados de várias capitais estão pagando mico, e vocês podem reparar que Cuiabá apanha, mas não paga um mico, nem na primeira dose, nem na segunda dose. Estamos seguindo à risca, avançando e imunizando”, completou o prefeito.

Até o momento, 84,2% de toda a população acima de 18 anos já tomou a primeira dose da vacina contra o coronavírus e 47,4% já está com o esquema vacinal completo, por ter tomado a segunda dose ou vacina de dose única. Foram aplicadas ao todo até esta quarta-feira, 604.724 doses, o que corresponde a 80,3% de todas as vacinas recebidas pela capital.

Comentários Facebook