Emendas do deputado Dr. João atendem saúde pública de diversos municípios


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Dr. João (MDB) teve as suas emendas parlamentares  de 2021 pagas pelo governo do estado de Mato Grosso neste mês de setembro. O recurso deve atender a área da saúde nos municípios designados pelo parlamentar.

Dr. João destinou para o município de Castanheira recursos no valor de R$ 300 mil reais, que são para auxiliar o custeio da saúde (R$ 120 mil) e para aquisição de um aparelho de ultrassonografia (R$ 180 mil).

O município de Arenápolis recebeu o valor de R$ 270 mil reais, destinado para o custeio da saúde (R$ 120 mil) e para aquisição de um aparelho de ultrassonografia (R$ 150 mil).

Em Denise, o município recebeu a quantia de R$ 100 mil reais para o custeio da saúde. Já o município de Santo Afonso recebeu R$ 250 mil reais para à aquisição de um aparelho de raio-x.

Foram pagos ainda R$ 200 mil reais para o município de Juína para a compra de uma ambulância.

Também receberam recursos das emendas as cidades de Colniza (R$ 70 mil – aquisição de duas incubadoras); Carlinda (R$ 100 mil – custeio da saúde); Alto Paraguai (R$ 250 mil – van para saúde) e Luciara (R$ 109.965,75 mil – custeio da saúde).

O governo do estado ainda tem pendente o pagamento de algumas emendas do deputado e que também irão contemplar o setor da saúde, especificamente nos municípios de Porto Estrela, Nortelândia, Nova Marilândia e Poconé.

“Estou acompanhando as emendas que ainda não foram pagas e em contato com as prefeituras dos municípios já contemplados. Estamos no caminho certo do nosso maior objetivo de trabalho, que é buscar o máximo de melhorias e investimento para atender a área da saúde” destacou o deputado Dr. João.

Emenda parlamentar – É um instrumento do Poder Legislativo que visa acrescentar, alterar ou suprir recursos do orçamento estadual com o intuito de melhorar a destinação das verbas públicas. São direcionadas de acordo com as necessidades e as obrigatoriedades impostas pela Constituição do Estado de Mato Grosso, com as seguintes aplicações obrigatórias (impositivas): saúde (12%), educação (25%), esporte (6,5%) e cultura (6,5%). Os demais 50% são de livre alocação pelos deputados estaduais em outras áreas.  

Fonte: ALMT

Comentários Facebook