Emprega Rede forma 18 alunos e proporciona superação para PCDs

Da assessoria

O Emprega Rede encerrou nesta quinta-feira (11.08) o curso de auxiliar administrativo para Pessoas Com Deficiência (PCD). Ao todo, foram 160 horas aulas, realizadas ao longo de dois meses e meio e que proporcionaram muito conhecimento, superação e troca de experiências para os dezoito alunos que encerraram o curso.

Um deles foi Márcio Meireles. Hoje com 30 anos, ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) Isquêmico quando tinha 15 anos, o que o deixou com dificuldades para falar e andar. Aos poucos superou as dificuldades, recuperou alguns movimentos e agora conseguiu obter o certificado de auxiliar administrativo.

O curso técnico foi ofertado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e apresentado ao público por meio do Emprega Rede. A intenção foi proporcionar a PCDs uma nova oportunidade de conquistas.

O resultado, ao menos pelo que testemunha o próprio Márcio, foi alcançado. “Quando eu soube desse curso gratuito não acreditei. Resolvi tentar e acabei adquirindo muito conhecimento. Já sou formado em psicologia e agora com o diploma em mãos de auxiliar administrativo, me sinto mais qualificado e preparado para o mercado de trabalho”, pontuou.

A coordenadora pedagógica, Edina Pedroso, também se mostrou realizada com a conquista dos alunos e emocionada. “Os objetivos foram todos alcançados, tanto no quesito de formação deles, quanto de superação. Essa é a primeira turma que eu trabalho de PCDs, tivemos muitas etapas difíceis, mas todas foram vencidas”, avaliou.

A professora da turma, Elisabeth Barbosa, trabalha há vinte anos com PCDs, mas afirma que foi gratificante ter trabalhado com os alunos do Emprega Rede. “É sempre bom ver o esforço e a superação de cada um. Quando damos início às aulas, pensamos que iríamos encontrar dificuldades, mas é ao contrário”, considerou.

Emprega Rede 

O Emprega Rede é um programa do Governo do Estado dentro do pacote de ações do Transforma Mato Grosso. O objetivo é promover a inclusão produtiva, especialmente do público vulnerável.

São pessoas com deficiência, mulheres vítimas de violência, pessoas acima de 45 anos, jovens e egressos do trabalho escravo, tráfico de pessoas e do trabalho infantil, que são conduzidas para o mercado de trabalho, cursos de qualificação e outras oportunidades.

As unidades da rede socioassistencial (Cras e Creas), delegacias de polícia, Sine e organizações não governamentais são a porta de entrada deste público ao Programa Emprega Rede.

Comentários Facebook