Escola de Saúde Pública deve ampliar número de certificações em 2018

O número de certificados  de capcitação emitidos pela Escola de Saúde Pública de Mato Grosso (ESP) subiu de 1.364 para 5.149 entre 2016 o ano passado, o que representa um aumento de 277%. Para este ano, a projeção é de que a Escola emita mais de 50 mil certificados graças à parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para capacitação em Ensino à Distância (EAD) do Projeto Anjos da Escola, o que deve representar um salto de 871% em emissão de certificações.

A capacitação de servidores para atuação no Anjos da Escola vai chegar a 139 municípios de Mato Grosso e a certificação será conjunta. A estimativa é de que haja adesão de 753 escolas estaduais, com média de  30 participantes.

Com consultas gratuitas, atendimentos de odontologia e assistência social, aumento das rondas escolares e parcerias com os principais órgãos de segurança do Estado, a iniciativa pretende melhorar os índices de evasão e ensino das unidades escolares.

Qualificações 

Por outro lado, a ESP oferece cursos nas mais diversas áreas, voltados à garantia da educação permanente dos trabalhadores da saúde, como é o caso da pós-graduação ofertada no ano passsado que certificou 142 servidores nas áreas da Saúde da Família, Odontologia para Pacientes Especiais e Saúde Pública.

“A Escola de Saúde Pública tem o propósito de melhorar a inserção e desempenho profissional e social do servidor visando à melhoria dos serviços de saúde, a qualidade de vida da população e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde do Estado de Mato Grosso”, justifica a diretora da ESP, Carmen Silva da Costa Machado.

No último ano, 677 pessoas fizeram curso de aperfeiçoamento, entre eles na área de Saúde Mental, Educação Popular em Saúde e Saúde do Idoso com Ênfase em Saúde Mental, além de Técnico em Vigilância e Saúde e Técnico em Radiologia em Cuiabá, Técnico em Análise Clínica em Tangará da Serra e Pontes e Lacerda, e Técnico em Hemoterapia também na Capital.

No Vale do Rio Cuiabá, outras 182 pessoas foram certificadas em seis diferentes cursos: capacitação em Taxonomia, Biologia e Ecologia dos vetores da Dengue e Chikungunya, Oficina de Planejamento Avançar o SUS em Várzea Grande, Oficina de Elaboração de Projetos de Educação Permanente em Saúde em Cuiabá, Capacitação em Práticas de Atenção Integrada ao Desenvolvimento Infantil e Capacitação em Saúde Mental Infanto-Juvenil, entre outros.

Mais 600 servidores receberam capacitação em EAD Projeto Anjos da Escola em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e a Secretaria Municipal de Educação de Várzea Grande. As capacitações beneficiam também os mais distantes municípios a exemplo de Alto da Boa Vista, São Félix do Araguaia e Luciara, onde quatro turmas, totalizando 120 participantes, foram capacitadas em Saúde da Família.

As aulas são ministradas por uma equipe multiprofissional composta por cinco doutores, três doutorandos, 12 mestres, dois mestrandos, 18 especialistas, seis graduados e 10 técnicos.

Comentários Facebook