Facebook é condenado a pagar multa por escândalo da Cambridge Analytica

Olhar Digital

facebook arrow-options
shutterstock

Facebook é condenado a pagar multa por escândalo da Cambridge Analytica


Nesta quarta-feira (30), o Facebook concordou em pagar ao Gabinete do Comissário de Informação (ICO), no Reino Unido, 500 mil libras (cerca de R$ 2,4 milhões) pelo papel que tomou no escândalo da Cambridge Analytica . Como parte do acordo, a rede social não admitirá nenhuma irregularidade.

A multa foi emitida pela primeira vez em julho de 2018, mas o Facebook recorreu da decisão. Segundo a defesa da rede social, a ICO deveria compartilhar os materiais que levaram a tomar a decisão e provar que não estava sendo parcial. Agora, a rede social de Mark Zuckerberg aceita a decisão.

Leia também: Vaza-Face: em áudios vazados, Zuckerberg ataca senadora e defende monopólios

Financeiramente, o Facebook está saindo razoavelmente bem. A multa de 500 mil libras era a punição máxima permitida sob as leis vigentes na época do escândalo do Cambridge Analytica . Se ele tivesse acontecido após o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia , a empresa poderia ser multada em quatro por cento de seu faturamento global, ou seja, cerca de 17 milhões de libras.

Ainda assim, as 500 mil libras ficam muito atrás da multa de US$ 5 bilhões que a FCC cobrou do Facebook pelo mesmo escândalo nos Estados Unidos . O diretor e conselheiro geral adjunto da empresa Harry Kinmonth disse que grandes mudanças foram feitas na plataforma desde aquela época, “restringindo significativamente as informações que os aplicativos desenvolvedores poderiam acessar”.

Comentários Facebook