Flamengo não libera Reinier para seleção e caso vai para o jurídico

O Flamengo não liberou o meia-atacante Reinier para se apresentar à seleção brasileira Sub-17 nesta segunda-feira, na Granja Comary, conforme havia combinado com a CBF. O jogador foi convocado para disputar o Mundial da categoria que será realizado no Brasil. A diretoria do Rubro-Negro voltará ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para garantir a liberação de Reinier.

Leia também: Flamengo alcança feito similar a de 2009, ano do último título brasileiro

Bruno Henrique e Reinier arrow-options
Reprodução/Twitter/Brasileirão

Bruno Henrique e Reinier


O atacante do Flamengo segue com a delegação em Curitiba, no Paraná, onde o time venceu o Athletico Paranaense por 2 a 0, no domingo, pelo Brasileirão. Ele vai seguir viagem para o Ceará, onde o clube encara o Fortaleza na quarta-feira, às 20h, no Castelão. A assessoria de imprensa do clube informou que o departamento de futebol determinou que o garoto ficasse com o restante da equipe.

“O atleta Reinier permanece com a delegação por decisão do departamento de futebol. O caso está entregue ao departamento jurídico”, disse a assessoria.

Leia também: Flamengo vence o Athletico, quebra tabu de 45 anos e segue líder no Brasileiro

Reinier se apresentaria nesta segunda-feira para o Mundial Sub-17, sete dias depois do restante do grupo. Da mesma forma, Talles Magno, do Vasco, também deve estar à disposição do técnico Guilherme Dalla Déa. O Cruz-Maltino confirmou que nenhuma mudança em relação à liberação do jogador foi feita até o momento.

Já o Flamengo, porém, acredita que a CBF deveria ter bom senso depois da lesão de Arrascaeta e deixar Reinier voltar novamente ao Rio para o jogo contra o Grêmio, dia 23. O jogador treinaria às vésperas da partida pela semifinal da Libertadores e no dia seguinte retornaria à seleção para a disputa do Mundial.

Na reta final da preparação, os clubes chegaram a acionar o STJD pelo direito de não cederem os jogadores para amistosos do Brasil.

CBF vai reivindicar ação da Fifa

Na próxima reunião do Conselho da Fifa, que será realizada em Xangai, na China, a CBF vai encaminhar duas reivindicações: um pedido para que os compromissos das seleções de base (Sub-17, Sub-20 e Sub-23) sejam incluídos no calendário da entidade máxima do futebol. Isso vai obrigar os clubes a liberarem seus jogadores nessa faixa etária quando forem convocados.

Atualmente, a regra vale para os compromissos em datas Fifa e competições oficiais das seleções principais. Na visão da CBF, a liberação obrigatória seria para os jogadores que tiverem contrato profissional, independentemente da idade.

Leia também: Carol Portaluppi chora e revela agressão de torcedores do Flamengo

– Brasil é mais prejudicado nas categorias de base pela liberação de jogadores porque exporta muito cedo. Se não liberar jogadores para uma competição Mundial como uma Copa do Mundo… – disse.

Comentários Facebook