Honda terá novo SUV compacto e modelo de sete lugares, diz site


source
Honda N7X: conceito mostrado na Indonésia antecipa SUV inédito de sete lugares
Divulgação

Honda N7X: conceito mostrado na Indonésia antecipa SUV inédito de sete lugares

A estratégia da Honda para mercados emergentes mudou. Segundo o site indiano Auto Car, a fabricante japonesa não fará uma nova geração para o SUV subcompacto WR-V . O novo objetivo é focar no desenvolvimento de um SUV compacto feito na mesma plataforma do City, que deve ser lançado apenas em 2023.

O motivo é simples. Pelo nível de tecnologia embarcada do novo  Honda HR-V , ele será mais caro que a geração atual, elevando seu patamar. A fabricante busca uma alternativa mais barata para continuar concorrendo com Hyundai Creta , Jeep Renegade e VW T-Cross .

A mudança do posicionamento global do HR-V é clara até no Brasil, onde a geração atual custa R$ 116.600 na versão de entrada. Vale lembrar que as versões mais baratas de Jeep Renegade e Nissan Kicks, dois antigos rivais diretos do HR-V, partem de R$ 81.590 e R$ 96.990, respectivamente.

Ainda se fala em um novo SUV de sete lugares acima do CR-V , na mesma categoria de Peugeot 5008 , VW Tiguan e o novo Jeep inédito que será produzido em Goiana (PE), chamado  Commander . Ele será baseado no conceito N7X , exibido pela primeira vez na Indonésia em maio de 2021.

Brasil

A próxima geração do Honda HR-V. Modelo está no cronograma da fabricante para o Brasil
Divulgação

A próxima geração do Honda HR-V. Modelo está no cronograma da fabricante para o Brasil

Não há movimentações que comprovem que a Honda terá qualquer um dos dois modelos confirmados para a Índia no mercado brasileiro. O SUV subcompacto WR-V encareceu ao longo dos últimos anos, e já parte de R$ 83.400. Ele deverá assumir o antigo posto do HR-V , que muda de categoria e será voltado para um público ainda mais abastado.

Julgando que o novo SUV compacto da Honda será feito na mesma base da nova geração do Honda City , a matriz brasileira tem motivos para considerar sua produção por aqui. O sedã compacto será produzido em Itirapina (SP) no fim do ano, fator que pode flexibilizar a fabricação do SUV inédito no Brasil.

Já o SUV médio de sete lugares deve ser importado para o Brasil. Pelo nível de tecnologia e a dependência de componentes fabricados no exterior, sua produção traria muitos custos à Honda do Brasil para um baixo volume de vendas. Vale lembrar que este é o motivo do fim da produção nacional do Civic, que voltará a ser importado após 24 anos de fabricação nacional. Fonte:  Auto Car

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook