‘Julho Amarelo’: Dia D’ do mês de luta contra as hepatites virais resulta em 48 exames

A Secretaria Municipal de Saúde realizou na segunda-feira (25), o ‘Dia D’,  da campanha Julho Amarelo, que tem por finalidade reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais. A iniciativa contou com ações preventivas à população, além da oferta de vacinas contra Hepatite B e testes para a detecção da Hepatite C. O ‘Dia D’ foi promovido no Serviço de Atendimento Especializado do bairro Grande Terceiro.

Com a ação, foram realizados 48 testes, sendo que duas pessoas apresentaram resultado positivo. Na rede municipal, os testes são ofertados nas policlínicas e nas unidades básica de saúde do município, de segunda à quinta-feira, das 7h às 16h.

Cínara Thais Silva de Brito Sobrinho, enfermeira do SAE Grande Terceiro,  explica que as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C.

“O teste rápido dura 15 minutos e é realizado com uma gota de sangue do paciente. Uma vez positivo, o profissional de saúde solicita exames confirmatórios, que são realizados nos laboratórios e posto de coletas municipais. Posteriormente, o paciente é encaminhado para o serviço de referência (SAE Grande Terceiro ou para o SAE CPA). O SAE, por sua vez, possui uma equipe de profissionais qualificada e especializada no tratamento e acompanhamento das hepatites virais”, alertou.

Segundo o Ministério da Saúde, as infecções causadas pelos vírus das hepatites B ou C frequentemente se tornam crônicas já que nem sempre apresentam sintomas e  grande parte das pessoas desconhecem ter a infecção, o que pode agravar o quadro de saúde.

Prevenção

A prevenção é a melhor forma de evitar as hepatites virais. Para evitar a doença é importante adotar medidas como vacinação, que estão disponíveis para Hepatite A e B na rede pública de Saúde, uso de preservativo nas relações sexuais, bem como evitar reutilizar materiais perfuro cortantes de uso único, como agulhas e alicates.

Conheça mais sobre as Hepatites B e C

A Hepatite B: É uma infecção grave do fígado causada pelo vírus da hepatite B, que pode ser facilmente prevenida por meio da vacina que é ofertada pelo SUS.

Hepatite C: Ela tem CURA. É a infecção causada por um vírus que ataca o fígado e provoca a inflamação. Tendo como principal forma de transmissão o contato com sangue e o compartilhamento de objetos não esterelizados. A Hepatite C é a principal causa de transplantes de fígado. A doença se não tratada pode causar cirrose, câncer de fígado e até a morte. O acesso ao tratamento é feito por medicamentos ofertados gratuitamente pelo SUS. 

*Com informações do Ministério da Saúde 

 

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook