Kalil Baracat anuncia vacinação contra COVID-19 em 14 unidades de saúde


Dentro do planejamento estratégico elaborado pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde, sob o comando do secretário Gonçalo de Barros, o prefeito Kalil Baracat autorizou a ampliação para 14 unidades de saúde municipais para vacinação das duas doses contra a COVID-19, além da dose de reforço, desde que cumprido os prazos e intervalos exigidos pelo Plano Nacional de Imunização – PNI, do Ministério da Saúde.

Fora isto, a meta a ser atingida ainda em 2021, será de ter vacinação em 22 unidades de saúde e eventualmente quando necessário em dois outros pontos, no Centro Universitário UNIVAG e no Parque Berneck, em ponto fixo e drive thru, lembrando que o Parque Berneck irá permanecer aberto e vacinando todos os sábados.

“Queremos e vamos avançar mais, pois a COVID-19 não dá trégua, prova maior, é a nova variante, a Ômicron, que se demonstra mais avassaladora no contágio, mas menos letal do que a variante Delta, portanto, todo cuidado é pouco e Várzea Grande não pode deixar de zelar pela sua gente”, assinalou o prefeito Kalil Baracat apontando que a desativação do Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos (Fiotão) e do Miniestádio do Jardim dos Estados será compensado pelas unidades de saúde que passam a vacinar todas as doses necessárias, ou seja, primeira ou segunda dose e dose de reforço, caso cumprido o prazo de cinco meses.

O prefeito e o secretário de Saúde, Gonçalo Barros, apontaram como fundamental a compreensão e ajuda da população quanto às medidas que ainda são importantes, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social.

“Vamos insistir na prevenção, mas muito mais na vacinação que tem demonstrado pelos últimos boletins resultados expressivos. Nos 30 dias de novembro, foram 6 óbitos, vidas importantes que foram levadas pela COVID ou por sequelas da mesma, mas chegamos a passar 15, ou seja, entre os dias 05 de novembro a 20 deste mês sem óbitos e agora no mais recente quadro, entre 23 de novembro até hoje, 03 de dezembro, estamos a 12 dias sem perder vidas para a COVID, isto reflexo da vacinação em Várzea Grande”, disse o prefeito Kalil Baracat.

Gonçalo de Barros assinalou que o planejamento estratégico montado pela Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, leva em conta o avanço da vacinação que atingiu 97% de cobertura para o público-alvo com a primeira dose, mais de 80% de segunda dose e estamos em busca daqueles que completaram cinco meses ou 150 dias para a dose de reforço.

“Todas nossas unidades de saúde estarão abastecidas com as doses necessárias, seja a primeira, segunda ou dose de reforço e nosso agendamento, bem como programas como o resgate cidadão para aqueles que perderam suas doses possam comparecer e receber a mesma. Quem tiver de 12 anos para cima e estiver apto a ser vacinado assim o será, essa é a vontade do prefeito e o que a ciência, a medicina tem colocado como primordial no combate a COVID-19”, alertou Gonçalo de Barros, frisando que o papel da população é respeitar as regras de biossegurança e ir em busca da vacina para estar imunizada.

No tocante a realização de eventos de qualquer natureza, Gonçalo de Barros lembrou que Várzea Grande mantém a obrigatoriedade do uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social e limitação de 70% na capacidade de lotação de espaços para festas e este quadro somente será alterado de forma mais flexível ou até mesmo de forma mais endurecida de acordo com a ciência e a medicina.

“Temos planejamento e isto requer uma série de dados para que as medidas sejam tomadas, por isso que acredito que Várzea Grande tem obtido resultados expressivos na sua vacinação e queremos e vamos avançar mais, tanto que o desejo do prefeito é vacinar crianças a partir dos 05 anos para cima”, explicou o titular da pasta de Saúde.

Gonçalo de Barros frisou ainda que no início de 2022, a Prefeitura de Várzea Grande deverá retomar a vacinação ampliada em alguns destes pontos que foram agora encerrados, assim que completar cinco meses ou 150 dias da aplicação da segunda, para então aplicar a dose de reforço conforme preconizado no Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde.

“Temos um contingente considerável de pessoas que foram vacinadas com a segunda dose que no caso da PFizer e da Astrazeneca tinha um prazo inicial de 90 dias ou três meses entre a primeira e a segunda dose e agora foi reduzido para 60 dias ou dois meses. Fora isto, após a segunda dose, são mais cinco meses ou 150 dias, o que deve elevar o número de pessoa em busca da terceira dose ou dose de reforço nos primeiros dias de 2022 o que deve nos levar a abrir novamente ou o Ginásio Fiotão ou a UNIVAG para atender um contingente maior de pessoas.

Pontos de vacinação

Unidades de Saúde (Segunda a sexta-feira, 08h às 11 horas e das 13h às 16 horas)
Centro Saúde Nossa Senhora da Guia;
UBS Santa Isabel;
UBS Cabo Michel;
Clínica Atenção Primária Jd Glória;
Policlínica Atenção Primária Cristo Rei;
ESF Jardim Manaíra;
UBS Ouro Verde;
Clínica de Atenção Primária 24 de dezembro;
Policlínica Atenção Primária Parque do Lago;
PSF Capão;
Centro de Saúde Cohab Cristo Rei;
Policlínica Marajoara;
Centro de Saúde Água Limpa (Maçonaria);
UBS São Mateus (a partir de segunda-feira, 06 de dezembro).

Comentários Facebook