Lançada há 25 anos, tecnologia ESP ainda não está em todos os carros


source
Sistema ESP
Divulgação

Sistema ESP sendo testado em meados dos anos 90, antes de começar a se tornar comum entre os itens de segurança

A tecnologia conhecida por siglas como ESP (Programa Eletrônico de Estabilidade) e ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade) completou recentemente 25 anos, mas ainda não está presente em todos os automóveis zero-km oferecidos no mercado brasileiro.

LEIA MAIS: Carros ficarão mais seguros no Brasil. Veja evolução ao longo dos anos

Trabalhando em conjunto com os freios ABS e o controle de tração, o sistema ESP detecta a derrapagem do veículo e neutraliza a perda de controle, reduzindo automaticamente o torque do modelo e freando as rodas individualmente. Foi lançada pela primeira vez em 1995, nos sedãs de luxo Mercedes-Benz Classe S (que recebeu um sistema desenvolvido pela Bosch) e Toyota Crown Majesta, mas desde então foi se tornando um item mais popular.

O sistema ESP no mundo

ESP
Divulgação

Sistema ESP controla derrapagem do carro em desvios de trajetória abruptas, evitando acidentes

Nos Estados Unidos, o equipamento está presente nos carros novos desde 2012, enquanto na Europa o ESP se tornou mandatório a partir de novembro de 2014. No Brasil, assim como aconteceu com a implantação dos airbags e do ABS, que começou em 2010 e terminou em 1º de janeiro de 2014, uma resolução do Contran de 2015 estabeleceu para o janeiro deste ano o início da presença obrigatória do ESP em automóveis de passeio e comerciais leves.

Inicialmente, apenas os modelos novos receberão o equipamento. Mas até 1º de janeiro de 2022 a tecnologia deverá equipar todos os carros comercializados por aqui.

LEIA MAIS: Brasil e Argentina anunciam convergência do mercado automotivo

Embora já esteja disponível mesmo em alguns compactos, a lista de carros de passeio e picapes novos que não trazem pelo menos uma versão com o ESP ainda é extensa no mercado brasileiro: Chevrolet Joy, Joy Plus e Montana, Citroën C3 e Aircross, Fiat Doblò, Grand Siena, Uno e Mobi, Honda City, VW Gol, Voyage, Up e Fox, Renault Kwid e Oroch, Nissan March e Versa e Peugeot 208.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook