Lucimar confirma prioridade com Saúde Pública


.

06/07/2020    0

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, reafirmou seu compromisso em dobrar os recursos destinados à saúde e a área social neste ano de 2020 em meio à pandemia da Covid- 19.

Ela apresentou o relatório resumido de prestação de contas do primeiro quadrimestre deste ano (Janeiro a Abril) quando foram investidos na área de Saúde quase 22% das Receitas Correntes Municipais no que tange as receitas próprias.

“A Lei prevê que os gestores públicos municipais devem aplicar até 15% de suas receitas em Saúde e os Estados até 12%, e nós enquanto Várzea Grande, aplicamos somente nos quatro primeiros meses deste ano quase 22%, ou seja, 7% a mais e vamos chegar a 30% até o final do ano, repetindo os índices dos anos anteriores”, explicou a prefeita sinalizando que a prioridade continuará sendo as áreas essenciais, como Saúde, Social, Educação, Segurança e Obras.

Citando os princípios constitucionais da Administração Pública, o LIMPE – Legalidade; Impessoalidade; Moralidade; Publicidade e Eficiência, a Prefeitura de Várzea Grande quer demonstrar a população que vem cumprindo além do que a lei determina em torno das receitas próprias do município de Várzea Grande para as áreas essenciais principalmente a saúde, social e segurança que têm sido muito utilizadas neste momento de pandemia.

Com base na arrecadação de impostos apuradas de 1 de janeiro até 30 de abril, incluindo as transferências obrigatórias do Governo Federal, se tem uma receita da ordem de R$ 230.824.172 milhões, dos quais R$ 150.284.377 milhões são referentes as transferências.

Já o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, apontou que foram aplicados em Saúde Pública de Várzea Grande, nos quatro primeiros meses de 2020, recursos da ordem de R$ 24.642.739 milhões, R$ 7.233.283 milhões a mais do que o previsto na Lei para serem  aplicados no setor e frisou que se descontar do total de receitas arrecadadas as transferências obrigatórias do Governo Federal se terá mais de 30,6% aplicadas na Saúde.

“Aqui nestes valores estão demonstrados os compromissos da atual administração com a saúde pública e pode apostar que iremos fechar o ano com mais de 30% das receitas aplicadas neste que se tornou o mais importante setor da economia e da vida das pessoas”, frisou o titular da Saúde Pública.

Lucimar Sacre de Campos assinalou que semana passada o Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande abriu 10 novos leitos de UTI para casos não Covid- 19 com recursos próprios municipais e ajuda do Governo Estado  e ponderou que mesmo no Plano de Contingência, a estrutura de saúde da cidade ter ficado como atendimento não Covid- 19, porém,  o atendimento ambulatorial para os casos de coronavírus são realizados nas Unidades de Pronto Atendimento – UPA IPASE e Dr. Farid Seror (Grande Cristo Rei) e no Hospital e  Pronto Socorro para triagem e transferência dos casos de coronavírus para as unidades referências que são muitas no Estado e que na Região Metropolitana são o Hospital Estadual Metropolitano em Várzea Grande, o Hospital Estadual Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, o antigo Pronto Socorro Municipal de Cuiabá e o Hospital São Benedito.

O titular da saúde lembrou que novas medidas estão sendo adotadas e podem ser anunciadas em breve.  “Temos mais ações sendo planejadas e implementadas, porém, só serão anunciadas quando se tiver certeza absoluta das mesmas. Neste momento de pandemia dependemos de uma série de fatores externos, como mais servidores da saúde, mais equipamentos, mais medicamentos e mais insumos e como estamos fazendo tudo dentro do devido processo legal com licitação, compras em valores corretos e transparentes, por isso precisamos adotar e colocar em prática protocolos que buscam resultados neste momento explicou Diógenes Marcondes.

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Comentários Facebook