Mãe filma filho de seis anos dirigindo carro a 130km/h: “Ninguém pode me julgar”

source

Um vídeo impressionante postado por uma mãe tem repercutido nas redes sociais e chamou a atenção das autoridades na Rússia. Nas imagens, a mulher mostra o filho de apenas seis anos dirigindo seu carro em uma rodovia do país a cerca de 130km/h.

Leia também: “Bebê exorcista”: imagem de babá eletrônica assusta mãe

menino dirigindo arrow-options
Reprodução

Nas imagens, menino aparece dirigindo carro em uma rodovia na Rússia

Segundo informações do jornal britânico Daily Mail , a mãe, identificada como Agina Altynbayeva, de 29 anos, postou o vídeo em suas redes sociais e se mostrou orgulhosa do ‘feito’ da criança. Inclusive, o nome da gravação, feita na região de Tatarstan, é ‘ filho feliz’.

Ainda de acordo com a publicação, o menino teria feito uma cirurgia nos olhos recentemente, e esta seria a maneira encontrada por ela de celebrar sua recuperação, além de compensar a ausência do pai.

Leia também: Mãe surpreende filho na escola para ele se comportar: “Ficou envergonhado”

Vale ressaltar que a idade mínima para dirigir na Rússia é de 18 anos e que o limite de velocidade da rodovia é de 120km/h.

Críticas na web

Após a publicação, o vídeo recebeu diversas críticas de pessoas que se mostraram preocupadas com a criança. Entretanto, Altynbayeva respondeu aos ataques e disse não se arrepender de nada do que fez.

“Vivo do jeito que eu quiser. Não preciso dos comentários negativos de vocês. Ninguém tenta viver a minha vida ou tem o direito de me julgar. Estou extremamente orgulhosa de ver que meu filho de seis anos já consegue dirigir”, afirma Altynbayeva em seu post.

“Eu amo cada minuto que passo com meus meninos. Adoro ser mãe e adoro tudo o que fazemos juntos”, diz ela, que também tem um bebê de apenas nove meses. Inclusive, ela já havia sido bastante criticada ao postar um vídeo em que o recém-nascido aparecia em seu colo enquanto dirigia.

Confrontada com a possibilidade de ser denunciada à polícia por conta do caso com o filho, ela xingou as pessoas que comentavam na publicação e afirmou que a lei russa “não diz que uma criança não possa dirigir”: “Não queira me ensinar como viver. Não estou interessada na vida pessoal de ninguém e gostaria que esse sentimento fosse mútuo. Faço tudo certo, e se você acha que não é certo, é um problema seu”.

Leia também: 9 passos para impor limites aos filhos 

Após a grande repercussão, a polícia e os órgãos de proteção infantil do país disseram que irão realizar uma investigação para definir o que pode ser feito com Agina. Caso acreditem ser necessário, ela pode ser convocada para um encontro com uma comissão de assunto infantis, revela um porta-voz do ministro do interior de Tatarstan ao jornal.

Fonte: IG Mulher
Comentários Facebook