Mais um suspeito é preso pela Polícia Civil por envolvimento em latrocínio de Nova Lacerda


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Mais uma pessoa envolvida em um latrocínio ocorrido no final de dezembro na cidade de Nova Lacerda foi presa pela Polícia Civil. O mandado de prisão foi cumprido pela equipe da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Nas investigações do inquérito instaurado pelo delegado de Comodoro, Ricardo Marques Sarto, foi identificada a participação de mais um envolvido no crime que vitimou  Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, após um roubo ocorrido em uma residência de Nova Lacerda.

O suspeito foi preso em sua residência, em Vila Bela, e depois será encaminhado para unidade prisional em Comodoro. Ele é irmão de um adolescente que foi apreendido em flagrante, no dia do crime.

Para realizar a prisão do suspeito, as equipes da Polícia Civil realizaram vigilância e posterior confirmação da identidade da pessoa com a ordem de prisão.

As investigações do latrocínio seguem com a Delegacia de Polícia de Comodoro. No total, dez pessoas, entre adultos e adolescentes, foram presos ou apreendidos por envolvimento no crime.

Crime

No dia 30 de dezembro, um grupo invadiu uma residência em Nova Lacerda e rendeu diversas pessoas. Uma das vítimas foi amarrada e serviu de escudo para que os suspeitos entrassem em outra casa que fica no mesmo lote.

Uma das vítimas reagiu ao roubo e no momento em que fez o disparo contra os criminosos, um dos suspeitos atirou na outra vítima que encontrava-se amarrada. Em seguida, os criminosos fugiram do local levando aparelhos celulares, carteiras, munições e dinheiro.

A vítima, Ezequias de Lima Rocha, 50 anos, foi encaminhada para uma unidade de saúde, mas não resistiu ao ferimento.

Investigação

Durante as diligências realizadas logo após o crime foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil um grupo de adultos e menores de idade, sendo que sete deles foram autuados em flagrante pelo crime. Diante da materialidade e a gravidade do crime cometido, as prisões em flagrante dos adultos foram convertidas em preventiva. Três dos adolescentes que estavam envolvidos diretamente no latrocínio tiveram a internação deferida pela Justiça.

Nas investigações conduzidas pelo delegado Ricardo Sarto, mais dois menores de idade foram citados como suspeitos de fazerem parte da quadrilha que cometeu o latrocínio. Foi requerida apreensão, deferida pelo Poder Judiciário e os adolescentes foram apreendidos na semana passada nas cidades de  Conquista d’Oeste e Nova Lacerda.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook