Mário Gomes explica xixi na rua e revela tratamento: “Ia fazer na calça”


source
Mário Gomes
Divulgação

Mário Gomes


Recentemente,  Mario Gomes foi flagrado urinando na rua no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira (18), após repercussão do caso, o ator resolveu se justificar durante uma live.

Aos 67 anos, o galã dos anos 80 começa a transmissão contando que está fazendo um tratamento. “Veja bem, falamos agora diretamente do xixi na praça porque ontem falaram que eu fiz xixi mas não foi ontem, foi outro dia. E eu realmente falei com o guarda inclusive porque eu estava fazendo um tratamento que graças a Deus acabou”.

“Era um tratamento exaustivo, porque o preparo é muito complicado… Não pode ter gazes, não pode ter fezes, tem que estar com a bexiga 110% cheia. A gente sai da máquina, que é uma máquina maravilhosa, de ponta e tal, mas infelizmente as pessoas não têm acesso porque priorizaram os estádios de futebol, lembram disso? Os colégios agora não funcionam, mas estão preocupados com o negócio do xixi”, continuou, dando uma alfinetada nas prioridades das autoridades públicas.

O ator continuou explicando o tratamento, até chegar à razão pela qual teve que urinar na rua: com a bexiga cheia, ele tem que correr para conseguir pegar o ônibus de volta para a casa, sem ter tempo de se aliviar no banheiro. “Beleza, vamos lá. O que acontece é que quando eu saio da máquina, apavorado porque está 100% e há uma sensibilidade, porque o tratamento é desgastante fisicamente. Mas pra mim graças a Deus não aconteceu nada, é um tratamento bacana. Eu saí de um ônibus que fica lá na Clinica São Vicente, que é no alto da Gávea, e desço, dá 10 minutos mais ou menos. Eu dou duas dispensadas na urina dentro da clínica. Mas como o ônibus sai 3:30 ou 3 horas, e eu termino 10 para as 3, eu espero 1 minuto pro ônibus descer e vou e dispenso”.

Ele conta que, inclusive, explicou a situação aos guardas do local e que eles deram permissão para que o ator urinasse por lá. “Depois eu vou pro ônibus e 10 minutos depois estou na praça ali, inclusive é um lugar onde os moradores de rua fazem suas necessidades, tem um cheiro ruim. Falei pro guarda que eu tinha que fazer senão ia fazer na calça. É isso ai, há uma necessidade. Eu concordo plenamente que não se deve fazer esse tipo de coisa, mas não sei o que dizer”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook