Marrafon conversa com servidores e reforça mudanças na Seduc-MT

O secretário de Educação, Esporte e Lazer de Mato Grosso, Marco Marrafon, está visitando os setores da Seduc-MT para conversar com os profissionais da educação e conhecer de perto os locais de trabalho. Além de ouvir os servidores, o intuito é reforçar as mudanças que a atual gestão já começou a implementar na secretaria, como a Portaria nº 301/2016 publicada no último 17, que cria a Sala de Transparência e define regras e procedimentos sobre os atendimentos com o objetivo de uniformizar o tratamento dispensado a fornecedores e prestadores de serviços.

Marrafon visitou a Secretaria Adjunta de Obras e Estrutura Escolar e o Almoxarifado da Seduc e destacou a implantação da nova política de segurança institucional e orgânica. No primeiro setor, composto por cerca de 120 servidores, reforçou a necessidade de avançar os trabalhos para garantir maior entrega no serviço público, de forma eficaz e lícita, conforme determinam os princípios da administração pública.

O primeiro passo para isso, conforme o secretário, foi a publicação da Portaria nº 301 com o intuito de assegurar que cada funcionário esteja focado no trabalho, sem dispensar tempo para atender demandas que não são de sua responsabilidade. “Muitas delas são legítimas, mas entendemos que é preciso preservar o Estado, o lugar de trabalho, porque muitas vezes não é papel da pessoa realizar um atendimento sobre determina questão. Então, a ideia é organizar esse sistema e, para isso, criamos a Sala de Transparência, que está centralizando esses atendimentos”, disse.

Na conversa com os profissionais da educação, Marrafon também adiantou que as novas medidas serão aperfeiçoadas no decorrer do tempo, no sentido de dar mais agilidade aos processos e melhorar o trabalho desempenhado hoje. “O trabalho de vocês é de alta inteligência, de alta concentração e, mais do que isso, é um trabalho de alta relevância social. Quando vocês andam nas escolas, fiscalizam e conversavam com as pessoas, vocês sabem disso. O salário que vocês recebem gera um retorno especial, que é o brilho nos olhos de uma criança quando tem uma escola, uma pintura, uma reforma, e isso nos dá motivos para levantar de manhã e vir trabalhar”, salientou.

Ao lado do secretário adjunto de Obras e Estrutura Escolar, Edmar Augusto de Oliveira Silva, Marrafon falou sobre o programa Pró-Escola, que contemplará os eixos Estrutura, Ensino e Inovação, sendo que o primeiro será lançado nas próximas. “Quando vocês entregarem essas escolas ao longo desses dois anos não estarão entregando para mim ou para o governador Pedro Taques, mas sim para a comunidade escolar. Nós vamos passar, as escolas de vocês vão ficar. Temos muita consciência do trabalho de cada um de vocês na vida das pessoas”, acentuou o secretário.

Já no Almoxarifado, onde trabalham aproximadamente 30 servidores, enfatizou que as atividades executadas no setor também impactam diretamente a vida dos alunos que estão em sala de aula. Pontou que cada ação tem reação na vida dos estudantes e que, por isso, o trabalho de todos é extremamente importante.

Escolas

Além de conhecer os setores da Seduc, Marco Marrafon também começou uma série de visitas às escolas do Vale do Rio Cuiabá e todo o Estado com o objetivo de conhecer a comunidade escolar e levar adiante o diálogo em prol da qualidade no ensino. A ideia é, ainda, conhecer as deficiências das estruturas escolares e realizar o planejamento adequado dentro do Pró-Escola ? Estrutura. Na semana passada, o secretário visitou 12 escolas em Jaciara, São Pedro da Cipa e Juscimeira.

Em Cuiabá, Marrafon esteve na Escola Estadual André Luiz da Silva Reis, localizada no bairro Consil, em Cuiabá, onde constatou muitos reparos a serem feitos. O diretor da unidade escolar, José Romildo Magalhães vê a iniciativa com alegria, já que a escola tem 35 anos de construção e apresenta diversos problemas estruturais. “O secretário veio in loco e pode comprovar a situação. A esperança de toda a comunidade é que essa situação possa se resolver e receberemos com muita alegria se for ele que fizer a reforma prometida há tempos e que nunca saiu do papel. Cada vez mais temos esperança de termos uma escola de qualidade para a nossa comunidade”, desabafou. 

Comentários Facebook