Menina de 2 anos com câncer tem ovário congelado para poder ter filhos no futuro

Com apenas dois anos, a pequena Esmée Todd luta contra o nefroblastoma desde junho. Agressivo, o tratamento para a doença – um tipo de câncer nos rins – pode deixá-la infértil. Para evitar essa possibilidade, sua família concordou em retirar e congelar um de seus ovários. Esme é uma das meninas mais novas da Inglaterra a participar de um procedimento como esse. 

menina em sala de hospital arrow-options
Reprodução/Internet

Esmée Todd, de 2 anos, teve um ovário congelado para evitar a infertilidade

Leia mais: Mais de 300 mil crianças e adolescentes são diagnosticados com câncer por ano 

“Nós ficamos felizes com a ideia que os médicos ofereceram, principalmente porque se estamos pensando num futuro tão distante pra ela, há um destino para planejar”, afirmou Megan Edwards, mãe de Esmée, ao portal The Sun.

“Se um dia ela vai realmente querer ter filhos, nunca passou pela minha cabeça, mas eu fico feliz que os médicos estejam cuidando dela”, disse a mãe, que diz estar “esperançosa sobre uma recuperação completa”. 

O congelamento de ovário é uma técnica comum  entre mulheres adultas que passam por tratamentos do tipo, mas de acordo com a diretora da clínica de fertilidade que auxiliou o procedimento de Esmée, “ela é uma das pacientes mais novas que já tiveram um ovário congelado ”. 

Leia mais: Carta de vizinho choca mãe de criança com câncer e ela desabafa no Facebook

Megan criou uma campanha na internet para reunir doações que ajudem a custear o tratamento de Esme. Há dois meses, ela parou de trabalhar para dedicar tempo integral no tratamento da filha. 

Fonte: IG Saúde
Comentários Facebook