MT Fomento promove capacitação em análise de crédito

MT Fomento

A Agência MT Fomento ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico realizou no último final de semana (29 e 30) o curso de Análise de Crédito e Risco ? visão geral do microcrédito, com duração de 16 horas. O evento voltado para os funcionários teve como finalidade alinhar as áreas internas de forma que conhecessem todo o processo da principal atividade da agência, que funciona como uma de fomento social e contribui para a aceleração do desenvolvimento do Estado, estimulando a realização de investimentos e criação de empregos e renda.

Para ministrar o curso foi convidado o professor de finanças da Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo, Mário Morishita, que já possui mais de 30 anos de experiência no sistema financeiro. Mário explanou sobre os diferentes conceitos de créditos que, de acordo com ele, devem ser baseados não só em estatísticas, mas sim, levando em consideração pontos importantes que podem ser apurados desde quando o cliente chega até a Agência solicitando a verba até o final de cada processo, possibilitando determinar de forma mais assertiva quais tipos de créditos se encaixam em cada negócio.

Em tempos de crise outra importante questão apontada foi sobre a atuação na área de cobranças que não deve se limitar ao simples ato de cobrar, mas que envolve monitoramento junto ao cliente desde  a aprovação do crédito, colaborando para que ele invista da melhor forma possível, evitando gastos desnecessários, mantendo sempre o diálogo, avisando quando a fatura está perto de vencer e acompanhando todas as fases do processo até a quitação do empréstimo.

?Este curso é mais uma iniciativa da MT Fomento no sentido de congregar todas as áreas da Agência, de forma que o pessoal da área de Tecnologia ou mesmo de Recursos Humanos também se inteire sobre tudo o que fazemos no dia a dia com os clientes e para que todos participem do processo de otimização dos serviços. Acreditamos que quando uma empresa tem todos os seus funcionários conectados com a sua principal ?atividade-meio? e podem interagir entre si, o ofício só tende a melhorar?, disse o diretor de Desenvolvimento e Gestão da MT Fomento, João Paulo Fortunato. 

Comentários Facebook